Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

20 de jan de 2018

As crianças vão amar o espetáculo "A Incrível Aventura Através da Máquina do Tempo"


A aventura começa no futuro quando é inventado um Supersmartphone contendo um aplicativo que permite o usuário viajar através do tempo. O protótipo é roubado e casualmente encontrado por uma dupla trepidante de Clowns/mímicos que desastradamente acionam o aplicativo, iniciando uma viagem incrível pelo tempo, repleta de muitos apuros, conhecimento e diversão. Os personagens percorrem diversas épocas e situações históricas desde a Era dos Dinossauros, Egito Antigo, Velho Oeste, As Mil e Uma Noites, Capa e Espada, Clássicos da Literatura e da Música Erudita, Castelos e Palácios, Reis e Rainhas, Os Piratas dos Sete Mares, Mitologia Grega e muito mais. O espetáculo contém música, dança e bonecos contracenando com os atores e interagindo com a platéia. É uma peça teatral elaborada para entreter, abrangendo cultura e fortalecendo a importância da preservação do meio ambiente, permeada com muita ação e situações engraçadas

Ficha técnica:

Concepção, texto e direção: Benjamim Guilherme Estrella

Elenco: Benjamin Guilherme Estrella e Francine Flach

Coordenação de Produção e Sonoplastia: Roberto Kalpakian

Cenário, bonecos e adereços: Liene Maciel

Figurinos: Lia Medeiros

Canções: Pitter Romanelli

Fotografia e comunicação visual: Manoel Tolentino

Assessoria de Imprensa: Agente da Comunicação

Produção e realização: NO STRESS NO SENSE EVENTOS

Site: www.nostressnosenseeventos


Serviço:
Espetáculo infantil: A Incrível Aventura Através da Máquina do Tempo

Local: Centro Cultural Parque das Ruínas - Endereço:Rua Murtinho Nobre, 169 - Santa Teresa -
Telefone: (21)22150621

Datas: 07, 14, 21, 28 de janeiro de 2018 (somente aos domingos)

Horário: 11horas

Valor: R$ 30, a inteira (Pagamento somente em dinheiro) Capacidade: 86 lugares.

Classificação: livre

Facebook: https://www.facebook.com/A-Incr%C3%ADvel-Aventura-Atrav%C3%A9s-Da-M%C3%A1quina-Do-Tempo-1542452952435490/

Estacionamento: somente na rua

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estrategicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp
#agendaculturalrj

  

"Maldita Carne", em cartaz no Teatro Contemporaneo, em Botafogo


"Maldita Carne"

O grande dramaturgo brasileiro Plínio Marcos é homenageado com um espetáculo que une três textos de sucesso numa única história onde o universo desses personagens passa a ser compartilhado entre eles. A Companhia de Teatro Coletivo Incendiário, escolheu adaptar as peças Abajur Lilás, Querô e Navalha na Carne por serem obras que trazem críticas sociais até hoje relevantes. Para esses jovens artistas conectados com o momento em que o país vive é de grande valia promover reflexões políticas e sociais através da arte.

Sinopse
Maldita Carne é uma homenagem ao Universo de Plinio Marcos . No palco personagens de Abajur Lilás, Querô e Navalha na Carne compõem uma nova narrativa e são alvos de uma misteriosa investigação.

Equipe de Criação

Iluminação: Rúbia Vieira
Criação de trilha sonora: Leo Osborne
Cenário e Figurino: Alexandre Cunha e Ana Sandra
Confecção De Cenário: Diego Zimmerman
Confecção de Figurino: Clara Sanpi
Arte Gráfica: Pedro Gonzalez
Assistentes de Direção: Gabriela Garcia e Leonardo Duarte

Serviço"Maldita Carne”
Textos: Plínio Marcos | Adaptação: Ricardo Pereira
Concepção e Direção: Janaina Gaia
Elenco: André Caldas, Carolina Garrana, Clara Sanpi, Cristina Aprieri, Diego Zimmerman, Flavio Santos, Gabriel Rodrigues, Júlio Rasec, Lucas Benâncio, Lucas Da Purificação, Paula Coubeck, Pedro Gonzalez, Rafael Perrotta,
Tássia Bastos e Tatiana Stutz
Local: Cia de Teatro Contemporâneo | R.: Conde de Irajá, 253 – Botafogo
Inf.: 25375204
Temporada: 20 de janeiro a 04 de fevereiro de 2018
Dias e horários: sábados, às 21h e domingos, às 20h
Duração: 90 minutos
Classificação: 16 anos
Ingressos R$ 50,00 (inteira) e R$ 25,00 (meia)
Capacidade 100 lugares
Agenda Cultural RJ 
▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online.
(21)996769323 / whatsapp
 #agendaculturalrj

  Instagram

19 de jan de 2018

Lista Completa dos Blocos de Rua do Rio de Janeiro



⭕20 de Janeiro 2018 (Sábado)Região Central

Lançamento da Camisa do Põe na Quentinha! *
Onde:   Rua do Lavradio, 163, na Lapa
Horas: 12h às 19h
Entrada: R$ 20 – Lista Amiga R$15,00

🔲Zona Sul

Chame Gente
Onde: Av. Prefeito Mendes de Moraes, esquina com Rua Herbert Moses, São Conrado
Horas: 8h

Larga a Onça Alfredo – Ensaio
Onde: Praça São Salvador, Laranjeiras
Horas: 15h

Banda de Ipanema (Ensaio)
Onde: Praça General Osório, Ipanema
Horas: 15h

7 Anos de Santa Clara (Festa no Haras Rio)*
Onde: Sociedade Hípica Brasileira – Av. Lineu de Paula Machado, 2448 – Lagoa
Horas: 17h
Quanto: R$ 60

🔲Tijuca e Grande Tijuca

Sempre Vila/Carnavalesco *
Onde: Rua Souza Franco, Vila Isabel
Horas: 14h

Seu Kuka
Onde: Largo Maria Martha Ward, Grajaú
Horas: 15h

🔲Barra, Recreio e Jacarepaguá

É Pequeno mas não amolece
Onde: Praça Professor Henrique Niremberg, Recreio
Horas: 15h

🔲Ilha do Governador

Os “20” de Ouro do Mestre Odilon
Onde: Estrada do Rio Jequiá (Posto Necker Pinto), Ilha do Governador
Horas: 17h

🔲Zona Norte

TPM – Turma da Paz de Madureira
Onde: Em frente ao Império Serrano, Madureira
Horas: 13h30

Bloco da União
Onde: Praça Rivadávia C Maia, Jardim América
Horas: 16h


⭕21 de Janeiro de 2018 (Domingo)

🔲Zona Sul

Só Caminha
Onde: Largo dos Leões, Botafogo
Horas: 12h

🔲Grande Tijuca

Banda do Jiló
Onde: Rua Pinto de Figueiredo, nº 26, Tijuca
Horas: 14h

🔲Grande Méier

Xodó da Piedade
Onde: Rua Silvana, esquina com Rua Angelina, Piedade
Horas: 16h

🔲Barra, Recreio e Jacarepaguá

É Pequeno mas não amolece
Onde: Quiosque 10 e Meio, Recreio
Horas: 15h

⭕23 de Janeiro de 2018 (Terça)
🔲Região Central

O Fervo
Onde: Rua Maia de Lacerda, Estácio
Horas: 14h

⭕24 de Janeiro de 2018 (Quarta)

🔲Região Central

Que Pena, Amor (Ensaio)
Onde: Gafieira Elite – Rua Frei Caneca 4, Centro
Horas: 19h
Saiba Mais

🔲Zona Norte

Discípulos do Oswaldo
Onde: Rua Rosa da Fonseca, Manguinhos
Horas: 17h

⭕26 de Janeiro de 2018 (Sexta)

🔲Região Central

Vestiu uma Camisinha Listrada e Saiu Por Aí
Onde: Buraco do Lume, Centro
Horas: 16h

Show – Sargento Pimenta no Rival
Onde: Teatro Rival Petrobras – Rua Álvaro Alvim, 33/37 – Centro/Cinelândia
Horas: 21h
Ingresso: R$ 60


⭕27 de Janeiro de 2018 (Sábado)



🔲Região Central

Liga de Blocos e Bandas da Zona Portuária
Onde: Praça Coronel Assunção (da Harmonia), Gamboa
Horas: 10h

Carmelitas – Ensaio
Onde: Praça Tiradentes, Centro
Horas: 16h

Cordão do Prata Preta
Onde: Praça Coronel Assunção (da Harmonia), Gamboa
Horas: 17h
Estilo: Marchinhas e sambas clássicos

🔲Zona Sul

Primeiro Amor
Onde:  Orla de São Conrado, em frente ao Golf Club, São Conrado
Horas: 8h

Desliga da Justiça
Onde:  Praça Santos Dumont, Gávea
Horas: 8h
Estilo: Os foliões vão fantasiados de herói

Spantinha
Onde:  Lagoa Rodrigo de Freitas (saindo do campo de beisebol e terminando no clube Caiçaras)
Horas: 9h
Estilo: Infantil

Areia
Onde:  Rua Dias Ferreira, entre a Avenida Bartolomeu Mitre e a Rua General Urquiza, Leblon
Horas: 9h

Vira-Lata
Onde: Orla de São Conrado, em frente ao Golf Club, São Conrado
Horas: 13h

Spanta Neném
Onde:  Corte do Cantagalo, Lagoa
Horas: 12h

Imprensa Que Eu Gamo
Onde: Mercadinho São José – Rua das Laranjeiras, 90,
Horas: 13h

GB Bloco
Onde: Praça Jardim Laranjeiras – Rua General Glicério, Laranjeiras
Horas: 13h

Banda de Ipanema
Onde: Rua Jangadeiros, esquina com Gomes Carneiro, em Ipanema
Horas: 15h

Festa pós-desfile do Spanta
Onde: Sociedade Hípica Brasileira – Av. Lineu de Paula Machado, 2448 – Lagoa
Horas: 17h
Ingresso: R$ 100


🔲Grande Tijuca

Seu Kuka
Onde: Largo Maria Martha Ward, Grajaú
Horas: 16h

Deixa a Língua no Varal
Onde: Rua Barão de Mesquita, 136, Tijuca
Horas: 16h

Nem Muda Nem Sai de Cima
Onde:  Rua Garibaldi com Avenida Maracanã, Tijuca
Horas: 16h

🔲Barra, Recreio e Jacarepaguá

Bloco do Cocoloko
Onde:  Av. Lucio Costa, em frente ao Ocean Front, 2.930, Barra
Horas: 14h

É Pequeno Mas Não Amolece
Onde:  Praça Professor Henrique Niremberg, Recreio
Horas: 14h

Panela Preta de Curicica
Onde:  Rua João Bruno Lobo, nº 38, Curicica
Horas: 14h


⭕Dia 27/01

🔲Zona Norte

Amigos da Esquina
Onde:  Rua 2 de fevereiro, 192, Engenho de Dentro
Horas: 15h

Cacique de Higienópolis
Onde: Rua Tamiarana, esquina com Rua Darke de Mattos, Higienópolis
Horas: 16h

Calma Amor
Onde:  Praça Ferreiro Souto, Irajá
Horas: 16h

Bunda Rachada
Onde:  Praça Romero Zander, 363, Ramos
Horas: 16h

Bloco do Limão
Onde:  Praça Rivadávia, C Maia, Jardim América
Horas: 16h

Pra Que Juízo
Onde:  Largo do Bicão, Vila da Penha
Horas: 16h

Se Deixar Eu Boto
Onde:  Rua Sargento Manoel Chagas com Rua Capitão Gouveia, Pavuna
Horas: 17h

🔲Zona Oeste

Se Concentra Mas Não Sai e Caldeirão
Onde:  Rua Ministro Carlos Medeiros, Campo Grande
Horas: 16h

🔲Ilha do Governador

Cadê Meu Beijo
Onde:  Rua Luis Sá, em frente ao Restaurante Brazuca, Village
Horas: 15h





  ⭕28 de Janeio de 2018 (Domingo)
🔲Região Central

Bloco do Demorô
Onde:  Praça Coronel Castelo Branco, Cidade Nova
Horas: 14h

Bloco das Gambás
Onde:  Rua Aristides Lobo, 217, Rio Comprido
Horas: 14h

Fala Meu Louro
Onde:  Rua Waldemar Dutram 19, Santo Cristo
Horas: 14h

Independente do Moro do Pinto
Onde:  Rua Farnese, em frente ao 83, Santo Cristo
Horas: 14h

Multibloco (Ensaio)
Onde:  Rua dos Inválidos, Centro
Horas: 15h30

Chinelo de Dedo
Onde:  Rua do Mercado, 23, Centro
Horas: 16h

Coração das Meninas
Onde:  Largo da Prainha, Saúde
Horas: 16h

🔲Zona Sul

Volta Alice
Onde:  Rua Alice, Laranjeiras
Horas: 8h

Calma, Calma Sua Piranha
Onde: Rua Visconde de Caravelas, esquina com Rua Real Grandeza, Botafogo
Horas: 8h

Me Esquece
Onde:  Rua Jardim Botânico com Pacheco Leão, Jardim Botânico
Horas: 9h

Alegria Sem Ressaca
Onde: Av. Atlântica, esquina com República do Perú, Copacabana
Horas: 9h

Tudo Nosso Tamo Junto
Onde: Rua Ronald de Carvalo, 161, Copacabana
Horas: 13h

🔲Grande Tijuca

Banda da Saens Peña
Onde: Praça Saens Peña, 65, Tijuca
Horas: 15h

🔲Grande Méier

Bigodinho Esticado
Onde: Rua Adriano, 300, Méier
Horas: 15h

Xodó da Piedade
Onde:  Rua Mario Carpenter, esquina com Angelina, Piedade
Horas: 16h

🔲Barra, Recreio e Jacarepaguá

Banda Amigos da Barra
Onde: Av. Lucio Costa, Barramares, Barra
Horas: 13h

🔲Zona Norte

Pra Se Apaixonar
Onde: Rua Vital, esquina com Rua Nogueira, Quintino
Horas: 16h

Apafunk convida Que Pena, Amor
Onde: Arena Dicró, Rua Flor Lôbo, Penha Circular
Horas: 16h
Saiba Mais

🔲Ilha do Governador

Se Cair Eu Como
Onde: Praça Calcutá, Freguesia
Horas: 10h

Foliões do Rio
Onde: Praça Jerusalém, Jardim Guanabara
Horas: 12h

⭕31 de Janeiro de 2018 (Quarta)

🔲Região Central

Que Pena, Amor (Ensaio)
Onde: Gafieira Elite – Rua Frei Caneca 4, Centro
Horas: 19h
Saiba Mais

🔲Zona Norte

Discípulos de Oswaldo
Onde: Rua Rosa da Fonseca, Manguinhos
Horas: 17h







Agenda Cultural RJ

Divulgação de Eventos Culturais

•Prestamos serviços de colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos.

•Divulgação de mídia Online.

Roteiro de Divulgação estrategicamente elaborado para atingir seu público-alvo. ( livrarias, Cafés, centros culturais, universidades, restaurantes, teatros, escolas de música, dança, cinema, teatro...)

Temos uma equipe qualificada para divulgar seu evento, não só colar cartazes e distribuir filipetas.

Relatório completo COM FOTOS, entregue durante o andamento da divulgação.
_______________________________________

Divulgação em pontos fixos(Zona sul e Centro).

Colagem e Distribuição de Material:

-FILIPETAS
-CARTAZES
_________________________________________

Divulgação de Mídia Online:

•Blog Agenda Cultural RJ

•Facebook – Página

•Facebook – Grupos

•Twitter, Google + e outros.

•Overmundo, entre outros sites ligados a cultura e entretenimento.

A mais de 10 anos anos divulgando Exposições, Teatro, Oficina, Palestras, Cursos, Shows e Lançamentos de Livros, por intermédio de produtoras com projetos aprovados pela Caixa Cultural , Centro Cultural do Banco do Brasil, Centro Cultural da Justiça Federal, Centro Cultural dos Correios, e Teatros da Zona Sul e Centro do RJ.
_______________________________________

Emitimos NF.

entre em contato,

Gabriele Nery
Produtora Cultural
(21)996769323 / whatsapp

agendaculturalrj@gmail.com

-------------------------------------------------

Com repertório dedicado à obra de Tom Jobim, Mario Adnet faz única apresentação em 25 de janeiro, na Sala Municipal Baden Powell, dentro do projeto Casa da Bossa Show acontece no dia em que o maestro e compositor completaria 91 anos

Com repertório dedicado à obra de Tom Jobim, Mario Adnet faz única apresentação em 25 de janeiro, na Sala Municipal Baden Powell, dentro do projeto Casa da Bossa 
Show acontece no dia em que o maestro e compositor completaria 91 anos 




Mario Adnet se apresenta em 25 de janeiro na Sala Municipal Baden Powell, dentro do projeto Casa da Bossa, com um repertório dedicado à obra de Tom Jobim, que completaria 91 anos nesta data. O show percorre cerca 40 anos da obra produzida pelo maestro, entre as décadas de 50 e 90. São músicas selecionadas dos três discos da série “Jobim Jazz”, gravados por Mario Adnet: “Jobim Jazz” (2007), “+ Jobim Jazz” (2011), “Jobim Jazz ao Vivo” (2015) – Adventure Music. A apresentação também reúne músicas do mais recente disco autoral de Adnet, “Saudade Maravilhosa” (Selo SESC).


A ideia do projeto “Jobim Jazz” é manter viva a memória de um mestre responsável pela projeção da música brasileira no exterior. Suas canções são apresentadas com nova roupagem, buscando fugir de uma seleção óbvia de repertório. Símbolo sonoro do jazz, os metais têm papel fundamental nessa visão da obra de Jobim por Adnet. Ele apresenta arranjos jazzísticos focados nos metais para canções menos óbvias do maestro, selecionadas a partir de pesquisas no Instituto Antonio Carlos Jobim. Em fevereiro, Mario Adnet levará o show para o Dizzy’s Club Coca-Cola, no Jazz At Lincoln Center, em Nova York.



No show na Sala Municipal Baden Powell, Adnet (arranjos, violão e voz) estará acompanhando da banda formada por: Marcos Nimrichter (piano), Guto Wirtti (baixo), Rafael Barata (bateria), Eduardo Neves (sax e flautas), Everson Moraes (trombone) e Aquiles Moraes (trompete). No repertório, estão músicas de Tom Jobim como: “Mojave”, “Sue Ann”, “Polo Pony”, “Rancho nas Nuvens”, entre outras. Do seu disco autoral, “Saudade Maravilhosa”, Mario selecionou “Ancestral”, “Cecilia no Parquinho”, “Flor do Dia” e “Pedra Bonita” (Mario Adnet).

Ao longo da carreira como arranjador, compositor, violonista e produtor, Mario Adnet tem se revezado entre sua produção e um mergulho profundo nas obras de autores-chave da música brasileira, como Villa-Lobos, Tom Jobim, Baden Powell e Vinícius de Moraes. Junto com Zé Nogueira, fundou em 2001 a Orquestra Ouro Negro, que celebra a obra do maestro pernambucano Moacir Santos. Adnet conta que sempre olhou para outros compositores. “Isto me permite ter um leque maior de opções na música. Sempre trabalhei de forma independente, acostumado a me preocupar não somente com a minha arte, mas também com a produção e o arranjo”, afirma.

Vencedor de seis Prêmios da Música Brasileira, Adnet ganhou com Paulo Jobim o Grammy Latino de melhor CD Clássico em 2004 por “Jobim Sinfônico”, também indicado ao Grammy Americano em 2005 na categoria Crossover. Mario Adnet recebeu indicações ao Grammy Latino em diferentes anos: “Jobim Jazz Ao Vivo” (na categoria de melhor álbum de jazz latino em 2016), “Dorival Caymmi Centenário”, com Dori Caymmi (na categoria de produtores do ano e de melhor disco de MPB de 2015), “Um Olhar Sobre Villa-Lobos” (na categoria melhor álbum de música clássica de 2013) e “Choros & Alegria – Moacir Santos”, com Zé Nogueira (na categoria de melhor álbum instrumental de 2006). Em 2017, Mario Adnet e Paulo Jobim lançaram o CD e DVD/DOC “Paulo Jobim e Mario Adnet – Jobim, Orquestra e Convidados” (Biscoito Fino) em todo o Brasil.

Músicos:
Piano: Marcos Nimrichter
Baixo: Guto Wirtti
Bateria: Rafael Barata
Sax e flautas: Eduardo Neves
Trombone: Everson Moraes
Trompete: Aquiles Moraes

Repertório:
Mojave (Antonio Carlos Jobim)
Sue Ann (Antonio Carlos Jobim)
Polo Pony (Antonio Carlos Jobim)
Rancho nas Nuvens Antonio Carlos Jobim)
Tema Jazz (Antonio Carlos Jobim)
Surfboard (Antonio Carlos Jobim)
Paulo Vôo Livre (Antonio Carlos Jobim)
Antigua (Antonio Carlos Jobim)
Ancestral (Mario Adnet)
Saudade Maravilhosa (Mario Adnet)
Cecilia no Parquinho (Mario Adnet)
Flor do Dia (Mario Adnet)
Valsa do Baque Virado (Mario Adnet & João Cavalcanti)
Pedra Bonita (Mario Adnet)
Caravan (Juan Tizol, Duke Ellington & Irving Mills)

SERVIÇO
Show: Mario Adnet – Jobim Jazz
Dia e horário: 25 de janeiro (quinta), às 20h.
Duração: 120 min.
Local: Sala Municipal Baden Powell.
Endereço: Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 360 – Copacabana.
Informações: 2547-9147/98675-4222.
Lotação: 469 lugares.
Horário da bilheteria: Terça a domingo, das 14h às 22h.
Ingressos: R$60 (inteira) | R$30 (meia)
Vendas pelo site: https://ticketmais.com.br

Agenda Cultural RJ
▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos.
Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp
 #agendaculturalrj

  Instagram

O projeto ‘Férias Musicais do Grandes Músicos Pequenos’ apresenta, pela primeira na Barra os espetáculos ‘Bituca – Milton Nascimento para crianças’, ‘Luiz e Nazinha – Luiz Gonzaga para crianças’ e ‘O Menino das Marchinhas – Braguinha para crianças’

O projeto ‘Férias Musicais do Grandes Músicos Pequenos’ apresenta, pela primeira na Barra 
os espetáculos ‘Bituca – Milton Nascimento para crianças’, ‘Luiz e Nazinha – Luiz Gonzaga para crianças’ e ‘O Menino das Marchinhas – Braguinha para crianças’




Vistos por mais de 150 mil pessoas, os três musicais infantis estarão em cartaz na Cidade das Artes em curta temporada: 20 e 21/01 (Bituca), 27 e 28/01 (Luiz

e Nazinha) e 03 e 04/02 (O Menino das Marchinhas). Mais recente espetáculo do projeto, ‘Bituca’ celebra sete indicações ao prêmio CBTIJ de Teatro para Crianças

Criado com o objetivo de homenagear e preservar a memória de grandes nomes da música popular brasileira, o premiado projeto ‘Grandes Músicos para Pequenos’ está de férias. O que felizmente não significa interrupção das atividades, e sim uma temporada especial que reúne os três musicais infantis idealizados pela produtora Entre Entretenimento. As Férias Musicais dos Grandes Músicos para Pequenos apresenta, pela primeira vez na Barra, os espetáculos ‘Bituca – Milton Nascimento para crianças’, (20 e 21/01), ‘Luiz e Nazinha – Luiz Gonzaga para crianças’ (27 e 28/01) e ‘O Menino das Marchinhas – Braguinha para crianças’ (03 e 04/02), que serão apresentados na Cidade das Artes em três fins de semana. Mais recente montagem do projeto, ‘Bituca’ celebra sete indicações ao prêmio CBTIJ de Teatro para Crianças.

“É uma oportunidade de as famílias que estão passando as férias no Rio assistirem a um espetáculo que agrada tanto às crianças quanto aos adultos. A ideia é apresentar o legado de uma cultura quase esquecida para as novas gerações, com um conteúdo atraente para todas as idades”, ressalta o diretor do projeto, Diego Morais. “E, como chegamos à Barra da Tijuca pela primeira vez, é também a chance de reunir aqueles espectadores que não conseguiram se deslocar a outros pontos da cidade para assistir aos espetáculos”.

Bituca – Milton Nascimento para crianças – Com direção de Diego Morais, texto de Pedro Henrique Lopes e direção musical de Guilherme Borges, o musical se inspira na vida e na obra de Milton Nascimento para expor em cena a ternura e os desafios inerentes ao processo de adoção e as dificuldades de inserção de uma criança negra em um ambiente majoritariamente branco. Os atores Udylê Procópio (Milton), Martina Blink (Mãe), Aline Carrocino (Maricota), Anna Paula Black (Mãe Maria), Marina Mota (Professora) e Pedro Henrique Lopes (Salomão) contam a história do pequeno Milton que, ao ficar órfão aos 2 anos de idade, é adotado pelos patrões de sua avó. Chegando a Minas Gerais, o menino precisa lidar com o preconceito da sociedade por seu negro e ter pais brancos. Na trilha sonora, sucessos como “Coração de estudante”, “Travessia” e “Canção da América”. A peça foi indicada pelo Prêmio CBTIJ nas categorias Melhor Espetáculo, Texto Original (Pedro Henrique Lopes), Ator em Papel Protagonista (Udylê Procópio), Atriz Coadjuvante (Aline Carrocino e Martina Blink), Direção Musical (Guilherme Borges) e Direção de Produção (Entre Entretenimento).

Luiz e Nazinha – Luiz Gonzaga para crianças – A primeira peça do projeto, com texto de Pedro Henrique Lopes e direção de Diego Morais, conta passagens da infância de Luiz Gonzaga, o Rei do Baião, no interior do Nordeste, com destaque para a descoberta do amor, quando o jovem Luizinho (Pedro Henrique Lopes) se apaixona por Nazarena (Aline Carrocino), filha de um coronel que não permite o namoro deles. O resultado é uma fábula de amor inocente, voltada para toda a família, embalada por grandes sucessos do músico, como “Asa Branca”, “Que Nem Jiló”, “Baião”, “O Xote das Meninas”, “Olha Pro Céu”, entre outros.

‘O Menino das Marchinhas – Braguinha para crianças’ – Baseado em passagens da juventude do compositor Braguinha (ou João de Barro), o espetáculo, com texto de Pedro Henrique Lopes e direção de Diego Morais, conta a história de Carlinhos, um garoto que ouvia música em todo lugar por onde passava. A avó dele, pianista clássica, sempre estimulava a musicalidade do menino, mas o pai era contra. Carlinhos se junta a alguns amigos de escola e começa a criar belas canções de Carnaval. Ao ouvir as músicas compostas pelo filho, Seu Jerônimo se enche de orgulho do menino que se tornou um grande músico. A peça, que transporta o público aos divertidos carnavais de rua da década de 20 ao som de sucessos como “Balancê”, “Cantores do Rádio”, “Pirulito que bate bate”, “Carinhoso” e “Chiquita Bacana”, foi vencedora em três categorias na edição passada do CBTIJ: Melhor Atriz em Papel Coadjuvante (Martina Blink), Direção de Produção (Entre Entretenimento) e Prêmio Especial pela qualidade do projeto (Diego Morais e Pedro Henrique Lopes).

Serviços:

20 e 21/01
Bituca – Milton Nascimento para Crianças. Musical Infantil. De Pedro Henrique Lopes. Direção: Diego Morais. Direção Musical: Guilherme Borges. Com Udylê Procópio, Martina Blink, Aline Carrocino, Anna Paula Black, Marina Mota e Pedro Henrique Lopes. Chegando a Minas, o pequeno Bituca enfrenta, com bom-humor e determinação, o bullying dos colegas de escola por ser negro e ter pais brancos. (55 min). Cidade das Artes / Sala Grande, Av. das Américas, 5.300 - Barra da Tijuca. Telefone: 3328-5300. Sab. e Dom., às 17h. R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia). Livre. Capacidade: 1.200 pessoas.



27 e 28/01
Luiz e Nazinha – Luiz Gonzaga para Crianças. Musical Infantil. De Pedro Henrique Lopes. Dir. Diego Morais. Dir. Musical Guilherme Borges. Com Pedro Henrique Lopes, Aline Carrocino, Martina Blink e Sergio Somene. Conta a infância de Luiz Gonzaga no interior nordestino e a descoberta do amor, quando o jovem Luizinho se apaixona por Nazarena, filha de um coronel que não permite o namoro entre eles. (55 min) Cidade das Artes / Sala Grande, Av. das Américas, 5.300 - Barra da Tijuca. Telefone: 3328-5300. Sáb. e Dom., às 17h. R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia). Livre. Capacidade: 1.200 pessoas.


03 e 04/02
O Menino das Marchinhas – Braguinha para Crianças. Musical Infantil. De Pedro Henrique Lopes. Dir. Diego Morais. Dir. Musical Cláudia Elizeu. Com Pedro Henrique Lopes, Martina Blink, Augusto Volcato, Rodrigo Morura e Beto Vandesteen. Baseado em trechos reais da infância e juventude do compositor Braguinha (também conhecido como João de Barro), o espetáculo utiliza os grandes sucessos do compositor para, em forma de fábula, transportar os espectadores para a vida do músico e os divertidíssimos carnavais de rua do Rio de Janeiro de 1920. (55 min). Cidade das Artes / Sala Grande, Av. das Américas, 5.300 - Barra da Tijuca. Telefone: 3328-5300. Sáb. e Dom., às 17h. R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia). Livre. Capacidade: 1.200 pessoas.

Agenda Cultural RJ 
▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online.
(21)996769323 / whatsapp
 #agendaculturalrj

  Instagram

Amanhã, dia Dia 20/01 as 17h acontece o SHOW do LINCOLN GLAUBER no Parque das Ruínas. ENTRADA FRANCA

LINCOLN GLAUBER - SHOW AO VIVO
20/01 - Aniversário do Rio de Janeiro

Lincoln Glauber é um artista angrense que iniciou a carreira como ator e agora está ingressando no mundo da música. Começou através de um canal no YouTube, onde gravou vídeos covers e músicas autorais, agradando à cantora e compositora Tiê, conhecida em todo o Brasil por ter dado voz ao hit "A Noite". Tiê ofereceu a Lincoln a oportunidade de abrir seus shows e cantar ao lado dela pelo circuito SESI Cultural, no Rio de Janeiro. De lá para cá, a carreira musical de Lincoln Glauber tem deslanchado para deleite de seus fãs e seguidores. O jovem cantor tem feito shows no Rio de Janeiro e São Paulo, acompanhado de Camille Barboza ao violão e sempre apresentando convidados como participações especiais. Em setembro, apresentou-se em Angra dos Reis, no Teatro Municipal; em outubro, apresentou-se em um festival no Leme, Rio de Janeiro e em novembro, esteve em São Paulo para uma apresentação no espaço Doraci 33. Dessa vez, no dia 20 de janeiro de 2018, o jovem cantor voltará ao Rio de Janeiro para uma apresentação no Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas, em Santa Teresa, com entrada franca, onde contará com a participação dos artistas Yasmin Souza, Clarissa
Crisóstomo e Dezo Mota. 



LINCOLN GLAUBER - SHOW AO VIVO
20/01 - Aniversário do Rio de Janeiro 
Dia 20/01 as 17h.
Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas 
ENTRADA FRANCA

Links

https://www.youtube.com/watch?v=xw9-Skwuv0E

https://www.youtube.com/watch?v=WAmDF_2DUyQ

Página do Facebook: https://www.facebook.com/lincolnglauberoficial/

Instagram: @lincolnglauber

YouTube: https://www.youtube.com/user/lincolnglauber

Agenda Cultural RJ ▪
 Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estrategicos. Divulgação de Midia Online.

(21)996769323 / whatsapp

#agendaculturalrj




Jefferson Farias, o ceguinho da Praça é Nossa, apresenta seu espetáculo “Ponto de Vista”. Humorista encena histórias do cotidiano de um deficiente visual.

Jefferson Farias, o ceguinho da Praça é Nossa, apresenta seu espetáculo “Ponto de Vista”.
Humorista encena histórias do cotidiano de um deficiente visual.




Destaque no humorístico A Praça é Nossa, o ator Jefferson Farias (o ceguinho da Praça) estará em cartaz até o dia 04 de fevereiro, de sexta a domingo, com o espetáculo “Ponto de Vista” no Teatro Miguel Falabella, no Norte Shopping. O espetáculo, que conta com a direção de Alexandre Régis, reúne inúmeras histórias do cotidiano de um deficiente visual colocadas numa narrativa bem-humorada. Através da comédia teatral, o público passa a participar das vivências e observações relacionadas ao dia a dia de um cego com versatilidade e bom humor sobre temas relacionados à vida.

Relacionamentos, tendências contemporâneas, moda, entre demais assuntos, também são ingredientes do cardápio sobre o qual o jovem artista lança o seu "olhar" particular.

A peça apresenta e faz uma análise crítica sobre as dificuldades ainda enfrentadas pelos deficientes no país atualmente. É um alerta e, através do humor, uma forma mais suave de se mostrar que o número de pessoas com deficiência é expressivo, e que, o completo e satisfatório desejo de todos, é o de serem definitivamente tratados como iguais na sociedade.

Jefferson Farias: há oito anos na estrada. 
Jefferson Farias começou a carreira participando de programas de TV. Iniciou em 2008 fazendo com apresentações em ruas e praças públicas e, em pouco tempo, foi convidado a participar dos quadros "Humor na Caneca" do Programa do Jô e "Quem Chega Lá" do Domingão do Faustão, além de participações no humorístico “Zorra Total”. Após ganhar destaque por suas participações, nascia o grupo de humor "Esse Cego É DuCarvalho". Há três anos o ator ganhou um quadro fixo no humorístico "A Praça é nossa".

Formou-se em artes cênicas pelo Centro Universitário da Cidade (UniverCidade/RJ) e também realiza trabalhos como cronista e roteirista para novos artistas, apresentando sua versatilidade artística e, principalmente a perseverança que rompe aos limites que a deficiência lhe impôs.

Sobre o diretor Alexandre Régis
Régis é uma lenda viva do humor brasileiro. Pode-se dizer que todo programa ou especial de humor das últimas décadas contou com sua participação (Trapalhões, ChicoTotal, Viva o Gordo, A Praça é Nossa e Zorra Total). No teatro, firmou-se como diretor e fundador do teatro de Terror, do qual participaram os também convidados do Zenas Improvisadas Alexandra Richter e Charles Paraventi. Hoje em dia, além de atuar em Zorra Total, dirige a dupla de humoristas Marcius Melhem e Leandro Hassum no espetáculo Nós na Fita.

Ficha técnica
Texto e atuação: Jefferson Farias
Direção: Alexandre Régis
Iluminadores: Eduardo Nobre e Fernanda Mattos
Comunicação visual: Thiago Ristow
Assessoria de Imprensa: Paulo Zanon
Assistente de Produção: Mariana Souto
Direção de Produção: Fabrício Chianello
Realização: Smille Produções Artísticas

Serviço
Ponto de Vista
Data: Até 04/02 – De sexta a domingo
Horário: Sexta e Sábado 23h Domingo 22h
Endereço: Teatro Miguel Falabella, 2º piso, Norte Shopping – Av. Dom Hélder Câmara, 5332, Del Castilho, Rio de Janeiro
Ingressos: Sexta – R$ 50,00 (inteira). Sábados e Domingos – R$ 60,00 (inteira)
Classificação: 14 anos
Duração: 60 min

Agenda Cultural RJ 
▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online.
(21)996769323 / whatsapp
 #agendaculturalrj

  Instagram

Sítio do Picapau Amarelo Peça infantil traz em cena aventuras da turma do “Sítio” conquista crianças Adaptação teatral da obra de Monteiro Lobato celebra os 40 anos da primeira exibição da série na TV



Sítio do Picapau Amarelo

Peça infantil traz em cena aventuras da turma do “Sítio” conquista crianças

Adaptação teatral da obra de Monteiro Lobato celebra os 40 anos da primeira exibição da série na TV

Emília, Narizinho, Pedrinho, D. Benta, Tia Nastácia, Rabicó, Visconde de Sabugosa, Saci e a Cuca voltam ao palco para uma grande aventura no “Sítio”. Sucesso de público desde sua estreia em novembro de 2017, o espetáculo celebra os 40 anos da primeira exibição da série na TV e os 136 anos que Monteiro Lobato faria neste ano, se fosse vivo.

A uma adaptação da obra de Monteiro Lobato para o palco é de Ricardo Silva, que também assumiu a cenografia e a direção geral da peça. O elenco traz em cena os atores Julia Gusmão (Emília), Luiza Vieira (Narizinho), Nicolas Freitas (Pedrinho), Raquel Penner (Cuca), Cristina Fracho (D. Benta e Carochinha), Cristina Guimarães (Tia Nastácia e Graulina), Wanderson Bernardo (Saci e Tio Barnabé), Guilherme Gutierrez (Príncipe Escamado e Rabicó) e Victor Salzeda (Dr. Caramujo e Visconde de Sabugosa) dando vida aos personagens que se apresentam acompanhados por uma banda ao vivo. O espetáculo tem duração de 60 minutos.

Monteiro Lobato (1882-1948) foi o primeiro a escrever para crianças. O Sítio do Picapau Amarelo, série de livros infantis escrita entre 1920 e 1947, virou um clássico aclamado mundo afora. Os personagens saltaram das páginas dos livros para os quadrinhos, foram parar na TV e no teatro. Falar da literatura infantil no Brasil é reviver as travessuras e reflexões da boneca de pano Emília, ao lado de seus amigos Narizinho, Pedrinho, Visconde de Sabugosa, Tia Anastácia e Dona Benta; entre tantos outros personagens.

Muito mais do apenas entreter, a Cia. Teatral Sassaricando busca com a peça Sítio do Picapau Amarelo valorizar a cultura brasileira, seus autores e suas obras; resgatar a leitura e o contato com o livro físico; estimular o contato das crianças com brincadeiras de roda, soltar pipa, tomar banho de rio, brincar com peão, entre tantas outras que fizeram parte, durante anos, da infância de muitas crianças. A peça teatral nasce no resgate lúdico, no folclore, na imaginação e na importância que ela nos oferece dentro do contexto social, político e econômico.

“Lobato foi um dos escritores brasileiros mais influentes e ganhou destaque no panorama da literatura infantil com a sua obra ‘Sítio do Picapau Amarelo’. Apresentar um espetáculo com histórias adaptadas a partir desta obra, significa levar para o público infantil personagens com a essência puramente brasileira, trazendo à tona, um sentimento de resgate da nossa infância, de brincadeiras antigas de criança, de lembranças dos nossos avós e de suas histórias, e de um Brasil com seus rios, suas árvores frutíferas e sua fauna valorizados e preservados. Por isso, estamos certos de que, através de uma vasta pesquisa realizada pela companhia, da experiência da nossa equipe envolvida, e do amor pela obra de Monteiro Lobato, realizaremos uma montagem digna, alegre e divertida, que agradará tanto as crianças, quanto os pais, avós e familiares que irão ao teatro”, afirma Ricardo Silva, responsável pela adaptação e direção geral da peça Sítio do Picapau Amarelo.

Com realização da Tambores Produções e Cia. Teatral Sassaricando, a peça é voltada para as crianças. As companhias acreditam na importância de levar para os palcos, textos nacionais, valorizando assim, os nossos autores e a nossa pátria. Na direção musical Victor Salzeda comanda os músicos Camila Ferolla (percusssão), Juan Paz (violão) e Natan Figueiredo (flauta). As coreografias são de Cristina Guimarães. A homenagem recebeu programação visual e pinturas em aquarela de Bianca Oliveira. Já a produção executiva é de Luciana Vieira, da Tambores Produção.

“Monteiro Lobato não economizou em retratar o nosso Brasil de forma rica, detalhada e lúdica, onde a criança pudesse entender com simplicidade a matemática, geografia, história, usando da própria literatura para falar do amor a natureza e sua preservação, e a alegria de viver. Como dizia ele, ‘Um país se faz com homens e livros’. A adaptação desta história permeia entre a fantasia e a realidade levando as crianças a revelar-se bem dotados de senso crítico, julgando as histórias de “vó” com muito critério e segurança. É um trabalho que deseja promover o reencontro dos avós, pais e familiares que irão ao assistir à peça de teatro, com as lembranças que possuem da primeira versão doSítio do Picapau Amarelo, que foi um grande sucesso de 1977 a 1986, nos noves anos que ficou no ar”, destaca a produtora executiva Luciana Vieira.

Agora, adultos, vovôs e vovós poderão levar seus pequenos para conhecer a fábula que marcou a vida de muitos deles, promovendo o encontro com a literatura brasileira, tão rica e reconhecida mundialmente.

FICHA TÉCNICA

.Adaptação, Direção Geral e Cenografia: Ricardo Silva

.Direção Musical: Victor Salzeda

.Elenco: Julia Gusmão (Emília), Luiza Vieira (Narizinho), Nicolas Freitas (Pedrinho), Raquel Penner (Cuca), Cristina Fracho (D. Benta e Carochinha), Cristina Guimarães (Tia Nastácia e Graulina), Wanderson Bernardo (Saci e Tio Barnabé), Guilherme Gutierrez (Príncipe Escamado e Rabicó) e Victor Salzeda (Dr. Caramujo e Visconde de Sabugosa).

.Músicos: Camila Ferolla (Percusssão), Juan Paz (Violão) e Natan Figueiredo (Flauta)
.Stand-Ins: Matheus Lana, Giovanna Sassi, Luiza Lewicki, Bianca Pontes e Fernanda Guerreiro
.Coreografias: Cristina Guimarães
.Design de Luz: Ricardo Lyra Jr.
.Progr. Visual e Pinturas em Aquarela: Bianca Oliveira
.Elaboração do Projeto: Raquel Penner
.Camareira, Contra-Regra e Assist. de Produção: Eloisa Guimarães
.Operação de Som: Alexandre Magalhães
.Produção Executiva: Luciana Vieira (Tambores Produções)
.Realização: Tambores Produções e Cia. Teatral Sassaricando
.Fotografia: Brunno Dantas
.Assessoria de Imprensa: Fernanda Con’Andra (FECON Comunicação Estratégica)


SERVIÇO

SÍTIO DO PICAPAU AMARELO


Teatro dos Quatro – Shopping da Gávea (R. Marquês de São Vicente, 52 - Gávea, Rio de Janeiro). Dias e horários: Sábados e Domingos, às 17 horas. Temporada até 04 de março de 2018. Duração: 60 minutos. Gênero: Infantil. Informações: (21) 2274-9895. Contato:tamboresproducoes@gmail.com. Ingressos: Bilheteria do Teatro: R$ 60 (inteira) / R$ 30 (meia). Ingresso Rápido (antecipados): http://bit.ly/ingressorapido2zfkBtD

Página no Facebook: www.facebook.com/sitiodopicapauamarelogavea.

Como chegar: carro (estacionamento no shopping), ônibus, Metrô na Superfície (Botafogo-Gavea, Estação Marquês de São Vicente)

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estrategicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj

  

Histórias de Suassuna e outros contos - Inspirado na obra de Ariano Suassuna, em cartaz em janeiro no RJ este final de semana

Histórias de Suassuna e outros contos

Inspirado na obra de Ariano Suassuna



O universo do Paraibano Ariano Suassuna traz infinitos elementos em suas obras, com deliciosos personagens, típicos e folclóricos, sendo um grande colaborador da Dramaturgia Teatral Brasileira. Criador de personagens como João Grilo e Chicó, coloca em suas obras a representação de brasileiros pobres e esquecidos no sertão seco, que lutam a seu modo para sobreviver numa terra sem esperança. Por ter sido o poeta e romancista que inspirou as suas obras e tramas no quente e rico agreste brasileiro e por ser um defensor da cultura nordestina, Ariano Vilar Suassuna foi o autor escolhido para essa reconhecida homenagem.

Os atores embarcaram no processo de descobertas. Palavras, movimentos, rimas, cores, músicas e danças, foram se encontrando com amadurecimento, compromisso, descobertas e coragem, para chegarmos no resultado final.

A montagem, cujo elenco é formado por alunos recém-formados da Casa Aguinaldo Silva de Artes, permeia entre a história de Suassuna, suas obras e a denúncia de mazelas sociais ainda vigentes.

Sob direção e concepção de Júlio Luz, “Histórias de Suassuna e Outros contos” tem supervisão geral de Aguinaldo Silva. A Adaptação é de Júlio Luz, Rafael Albuquerque e Renato Penco.

Equipe TécnicaAdaptação: Júlio Luz, Rafael Albuquerque e Renato Penco
Supervisão Geral: Aguinaldo Silva
Concepção e Direção Geral: Júlio Luz
Coordenação de Produção: Francisco Patrício
Iluminação: Marcelo Amaral
Trilha Sonora, Cenografia e Figurino: Júlio Luz
Camareira: Benedita Pereira
Cenotécnico: Marcelo Amaral
Adereços: Clea Vianna
Criação dos Estandartes: Julieta Ramalho

Elenco: Ana Luisa Mainardi, Andrews de Oliveira, Camila Bastos, Clea Vianna, Dora Santa Cruz, Fábio Tokay, Greice Lopes, Izabella Van Hecke, Jacky Sampaio, João Vicente Bessa, Lennoh Diaz, Maria Barreto, Michael Marinho, Rafael Albuquerque, Túlio Schuelter, Vania Telles e Zinda Barboza

SINOPSE
“História de Suassuna e Outros contos” é uma obra de homenagem à Ariano Suassuna que permeia núcleos que tipificam a obra do autor através de versos, cores, símbolos e núcleos distintos enquanto denuncia mazelas sociais sem perder o humor, destacando duas de suas peças mais conhecidas: “O Santo e a Porca” e “O Autor da Compadecida”.


SERVIÇO
Local: Casa de Espanha | Rua Maria Eugênia, 300 – Humaitá
Informações: 981279366
Dias: 19, 20, 21, 27 e 28 de Janeiro de 2018
Horários: Sextas e sábados: 20:30h | Domingo: 19:30h
Inteira: R$ 30,00 e R$ 15,00
Capacidade: 100 lugares
Classificação Etária: 12 anos
Duração: 60 minutos
Área de anexos

Agenda Cultural RJ ▪
Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online.
(21)996769323 / whatsapp
 #agendaculturalrj

  Instagram

Vem pro DIGI – FESTIVAL DE CULTURA DIGITAL

DIGI – FESTIVAL DE CULTURA DIGITAL

18/01/18 a 20/01/18

O DIGI Festival é uma grande festa que irá ocupar o CCBB por três dias de muita interação entre o público. A programação conta com vídeos, áudios, games, shows, realidade virtual e literatura, compartilhados através de ferramentas digitais, abrindo espaço para debates sobre o futuro da cultura digital e tem como foco a relação entre humanos e a tecnologia. A ideia não é apenas assistir, mas participar.

O festival irá reunir grandes nomes e contará com a presença de vários Youtubers e influenciadores digitais, como Pedro Duarte (Jovem Nerd), a equipe do Podcrastinadores, James Portnow (Extra Credts) e outros.

O projeto conta com a coordenação geral de Eva Doris Rosenthal, coordenação de conteúdo de Heloisa Buarque de Holanda e curadoria de Arthur Protasio e Henrique Granado.

Entrada Franca!
Horário: de 9h as 21h.
CCBB RJ - Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro.

Rua Primeiro de Março, 66 - CentroCEP: 20010-000 / Rio de Janeiro (RJ)(21) 3808-2020

ccbbrio@bb.com.br
Funcionamento: de quarta a segunda, das 9h às 21h.





Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj

  Instagram

18 de jan de 2018

DONA BARATINHA - O MUSICAL, no Teatro Miguel Falabella


DONA BARATINHA - O MUSICAL

Conta a história de uma baratinha que depois de falida ganha uma herança de sua avó e muito exigente começa a busca pelo pretendente ideal para o seu grande casamento. Em sua vila, a amiga de Baratinha, Tânia Jura, e uma mosca varejeira muito interesseira, irão ajudá-la nessa difícil missão. Muitos pretendentes irão aparecer para se casar com a mais nova rica do pedaço, mas Dona Baratinha terá que escolher apenas um, entre eles: o grilo, o mosquito e o rato. Quem será que dona baratinha irá escolher? Será que fará a escolha certa? Nessa divertida comédia musical as crianças e os pais irão assistir um espetáculo inspirado nos grandes musicais da Broadway.

Os figurinos inovadores para o teatro chamam muito a atenção da garotada. O conjunto de figurinos e cenários transformam a estética em um verdadeiro desenho animado, muito colorido e brilhoso. As músicas originais para o espetáculo são com arranjos de funk, pop, folk, jazz e tudo muito animado. Uma costura musical rica e diversificada.

“Nosso desafio sempre é entreter desde as crianças até os mais velhos . Fazer, com muito carinho, que o programa de ir ao teatro se torne divertido e prazeroso. Um momento agradável em família.” - Allan Ragazzy, diretor e autor do musical.

ELENCO
Aléxia Pires
Jessica Maximo
Twigg
Raí Valadão
Rayssa Bentes
Thaina Tavares
Ingrid Maia
Flávio Rocha
Levy Leal
Bruno Rasa
Bruno Jovita
João Miranda

Ficha Técnica:
Texto, direção e canções originais: Allan Ragazzy
Produção musical: Denis Goursand
Direção Vocal: Thiago Garcia
Coreografias: Dharck Tavares e Thainá Tavares
​Sapateado: Rayssa Bentes​
Figurinos e visagismo: Rodrigo Fernando
Costura: Paulo Kandura
​Perucas - Ronaldo​ Rego
Cenários: Mario Pereira
Adereços: Thiago Andrade
Operador de Som: Waldyr pinto
Operador de luz: Fernando Blau
​Assessor de Produção da Cia Aledovalle - Fernando Lomba​
Contrarregra: Coréia
Produção: Sam Gutierrez
Assistentes de Produção: Susana Cardoso
Direção de Produção: Deise Reis e Leandro Bispo

SERVIÇO
​Temporada - ​ de ​13 de Janeiro a ​ 0​4​ de ​fevereiro de 2018.
Dias da semana: sábados, domingos e feriados.
Horário: Sábados, domingos e feriados às 1​6​h
Local: Teatro Miguel Falabella - Norte Shopping
Endereço: ​ ​ Av. Dom Hélder Câmara, 5332 - Cachambi, Rio de Janeiro - RJ, 20771-004
​bilheteria abre 14​ h às 20h de ​terça feira​ a domingo.
Telefone: (21) 2597-4452
Capacidade: 455​ ​lugares
Valor: R$ ​6​0,00 (Inteira) R$​ ​30,00 (Meia entrada para estudantes e idosos).
Classificação etária: Livre para todos os públicos
Duração: 60 minutos
Vendas antecipadas pelo site: www.​tudus.com.br
Telefone/Whatsapp para informações: (21) 97434-9381​

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online.
(21)996769323 / whatsapp
 #agendaculturalrj

  Instagram

“Cinderella... Um Sonho em Veneza”, qualidade e entretenimento num só lugar para um público infanto-juvenil cada vez mais atento e exigente. Que tal participar deste sonho?

Cinderella... Um Sonho Em Veneza



Volta aos palcos do Rio de Janeiro o delicioso e surpreendente musical infantil “Cinderella... Um Sonho Em Veneza”.

O espetáculo, com direção de Cico Caseira (in memoriam) e Gabriel Cortez e sob texto de Pedro Murad, remonta à Veneza do tempo medieval, trabalhando com elementos da Commedia dell’Arte, inseridos e personalizados das obras do mestre Leonardo da Vinci.

No elenco, o veterano ator Pietro Mario, do alto dos seus 78 anos de idade e 58 anos de carreira, interpreta o Mestre Leonardo da Vinci. Consagrado na TV, onde, em 1965, deu vida ao eterno “Capitão Furacão”.

Contando com onze atores-cantores, seus personagens ganham vida própria e com inovação, magia e imaginação, contam uma nova versão da bela história da sempre querida Cinderella.


“Cinderella... Um Sonho em Veneza”, qualidade e entretenimento num só lugar para um público infanto-juvenil cada vez mais atento e exigente. Que tal participar deste sonho?

SINOPSE
Itália, século XVI. Atelier de Leonardo da Vinci. Em pleno Carnaval de Veneza, o Mestre Da Vinci recebe uma encomenda muito especial: pintar o retrato de uma misteriosa princesa, O mestre, então, escolhe, entre as moças da cidade, uma humilde menina de beleza radiante. À sua frente Cinderella, que por uma moedinha de outro, aceita posar para o quadro.

“Mas um quadro não é só um monte de tinta”, lembra o Mestre. “Ele deve conter uma história”. Então, mãos à obra! Mas, curiosos, os outros quadros expostos no atelier resolvem opinar: ganham vida e se transformam nos personagens que darão origem à história de Cinderella.

A partir de então, é dada a largada para um espetáculo recheado de música, diversão, fantasia e muita emoção!


SERVIÇO
Local: Teatro Riachuelo
Endereço: Rua do Passeio, 38/40 – Centro – Rio de Janeiro
Tel: (21) 2533-8799
Dias e Horários: Sábados e Domingos às 11:00hs
Temporada: 06 a 28 de janeiro de 2018
Duração: 60 minutos
Capacidade do Teatro: 1.000 lugares
Indicação etária: indicado para maiores de 3 anos
Valor do Ingresso: R$ 40,00 inteira / R$ 20,00 meia entrada
Venda de ingressos: ingressorapido.com.br

BASTIDORES
Elenco: PIETRO MARIO
MAITE COROPOS
RONI CRUZ
GABRIELA DI MAIO
ISABELLE LORRAINE
LEANDRO MOURA
DOMINIQUE CASTRO
LUCAS LINO
DAVI
LEANDRO LIMA
THIAGO CARDOSO
MARIANA ESBERARD
RAPHAEL VIDAL

Autor: PEDRO MURAD
Direção: CICO CASEIRA (in memoriam)
Músicas: PAULINHO AGUIAR
Direção Musical: ISABELA VIEIRA
Produção: GABRIEL CORTEZ
Realização:  FORA DA CAIXA Produções Culturais

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estrategicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj Instagram

Musical 'O Mágico de Oz' Realiza Curta Temporada em Especial ao Mês de Férias.


Musical 'O Mágico de Oz' Realiza Curta Temporada em Especial ao Mês de Férias.

Após algumas temporadas de Sucesso, fomos convidados a realizar as últimas apresentações do Musical na 'casa' em que obtivemos temporadas marcantes: No Norte Shopping, Teatro Miguel Falabella. Vamos finalizar de forma especial, apresentações no mês das férias de 'Janeiro', e com horário diferenciado: Sempre aos sábados e domingos às 14:30h. De 13/01 a 04/02..

Crianças e adultos viajam no tempo e, assim como Doroty num tornado, são levados até Oz.
Na plateia pode-se ouvir muitas risadas durante as cenas da Bruxa Má e do Leão... E alguns 'grandinhos' chorosos ao lembrarem do musical 'Over the Rainbow' e ao verem os personagens dançando e cantando através da Estrada de Tijolos Amarelos...

O espetáculo está na ‘estrada’ há mais de 12 anos e está sempre surpreendendo o público com novidades cênicas e grandiosas.
Tudo acontece ao olhar dos ‘pequenos’...


O MÁGICO DE OZ é um grande espetáculo, recheado de músicas que foram tiradas do clássico com novos arranjos e gravações.

A direção fica por conta de Cristiane Sanctos, que hoje é uma referência de Teatro Infantil no Rio de Janeiro.
Comentário Online de uma Mamãe numa página de Dica Cultural: '... Recomendo MUITO para quem estiver procurando um bom programa para levar os filhos no final de semana e tem o prazer em ver um clássico bem encenado, bem dirigido e bem cuidado. Me surpreendi com a montagem, os atores e com a direção... Um super programa para toda a família' (Página 'Agendinha Cultural')


Sinopse:
A peça conta a história da menina Doroty que foi levada a Terra de Oz por um tornado. Para voltar para casa, a menina, com auxílio de um espantalho, homem de lata e um leão, precisa encontrar o poderoso Mágico de Oz, único capaz de mandá-la de volta para o lugar de origem. Porém precisa enfrentar a Bruxa Má do Oeste para conseguir este retorno.

Serviço:
'O Mágico de Oz'
Texto e Direção: André Lamare e Cristiane Sanctos
Com Cia Teatral Brincando de Fazer Arte.
O musical surpreende o espectador com as inovações cênicas, mexendo com o imaginário das crianças e adultos, fazendo a plateia rir e se emocionar com esse grande clássico.

Teatro Miguel FalabellaAv. Dom Hélder Câmara 5474/ 2º piso Cachambi. Tel: 2597-4452 e 99794-4829. De 13/01 a 04/02. Sábados e Domingos às 14:30h. Classificação: Livre. Valor: R$ 50,00 Duração: 55 minutos.

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estrategicos. Divulgação de Midia Online.
 (21)996769323 / whatsapp 
#agendaculturalrj

  

Monteiro Lobato (1882-1948) foi o primeiro a escrever para crianças. Falar da literatura infantil no Brasil é reviver as travessuras e reflexões da boneca de pano Emília, ao lado de seus amigos Narizinho, Pedrinho, Visconde de Sabugosa, Tia Anastácia e Dona Benta; entre tantos outros personagens



Teatro dos Quatro – Shopping da Gávea
Sítio do Picapau Amarelo

Espetáculo teatral infantil com adaptação da obra de Monteiro Lobato é homenagem aos 40 anos da primeira exibição da série na TV Globo 

Sítio do Picapau Amarelo, série de livros infantis do escritor brasileiro Monteiro Lobato, virou um clássico aclamado mundo afora. Os personagens saltaram das páginas dos livros para os quadrinhos, foram parar na TV e, agora, chegam emespetáculo teatral infantil no Teatro dos Quatro, no Shopping da Gávea, com estreia no dia 04 de novembro, sábado, às 17h. A peça ganha temporada de quatro meses em uma grande homenagem aos 40 anos da primeira exibição do seriado, na TV Globo, celebrada neste ano de 2017. A adaptação e direção geral de Ricardo Silva leva ao palco os atores Raquel Penner, Cristina Fracho, Cristina Guimarães, Wanderson Bernardo, Nicolas Freitas (ex-Cordel Encantado), Guilherme Gutierrez, Julia Gusmão, Luiza Vieira e Victor Salzeda dando vida aos personagens que, por vezes, dançam embalados por uma banda com música ao vivo.

Monteiro Lobato (1882-1948) foi o primeiro a escrever para crianças. Falar da literatura infantil no Brasil é reviver as travessuras e reflexões da boneca de pano Emília, ao lado de seus amigos Narizinho, Pedrinho, Visconde de Sabugosa, Tia Anastácia e Dona Benta; entre tantos outros personagens. Agora, adultos, vovôs e vovós poderão levar seus pequenos para conhecer a fábula que marcou a vida de muitos deles, promovendo o encontro com a literatura brasileira, tão rica e reconhecida mundialmente.

Com realização da Tambores Produções e Cia. Teatral Sassaricando, a peça é voltada para as crianças. As companhias acreditam na importância de levar para os palcos, textos nacionais, valorizando assim, os nossos autores e a nossa pátria. O espetáculo tem direção musical Victor Salzeda que também comanda os músicos Camila Ferolla (percusssão), Juan Paz (violão) e Natan Figueiredo (flauta). As coreografias são de Cristina Guimarães. A homenagem recebeu programação visual e pinturas em aquarela de Bianca Oliveira. Já a produção executiva é deLuciana Vieira, da Tambores Produção.

Monteiro Lobato foi um dos escritores brasileiros mais influentes, e ganhou destaque no panorama da literatura infantil, com a sua obra “Sítio do Picapau Amarelo”. Apresentar um espetáculo com histórias adaptadas a partir desta obra, significa levar para o público infantil personagens com a essência puramente brasileira, trazendo à tona, um sentimento de resgate da nossa infância, de brincadeiras antigas de criança, de lembranças dos nossos avós e de suas histórias, e de um Brasil com seus rios, suas árvores frutíferas e sua fauna valorizados e preservados. Por isso, estamos certos de que, através de uma vasta pesquisa realizada pela companhia, da experiência da nossa equipe envolvida, e do amor pela obra de Monteiro Lobato, realizaremos uma montagem digna, alegre e divertida, que agradará tanto as crianças, quanto os pais, avós e familiares que irão ao teatro”, afirma Ricardo Silva, responsável pela adaptação e direção geral da peça Sítio do Picapau Amarelo.

Muito mais do apenas entreter por meio do teatro, a Cia. Teatral Sassaricando busca com a peça Sítio do Picapau Amarelo valorizar a cultura brasileira, seus autores e suas obras; resgatar a leitura e o contato com o livro físico; estimular o contato das crianças com brincadeiras de roda, soltar pipa, tomar banho de rio, brincar com peão, entre tantas outras que fizeram parte, durante anos, da infância de muitas crianças. A peça teatral nasce no resgate lúdico, no folclore, na imaginação e na importância que ela nos oferece dentro do contexto social, político e econômico.

Monteiro Lobato não economizou em retratar o nosso Brasil de forma rica, detalhada e lúdica, onde a criança pudesse entender com simplicidade a matemática, geografia, história, usando da própria literatura para falar do amor a natureza e sua preservação, e a alegria de viver. Como dizia ele, ‘Um país se faz com homens e livros’. A adaptação desta história permeia entre a fantasia e a realidade levando as crianças a revelar-se bem dotados de senso crítico, julgando as histórias de “vó” com muito critério e segurança. É um trabalho que deseja promover o reencontro dos avós, pais e familiares que irão ao assistir à peça de teatro, com as lembranças que possuem da primeira versão do Sítio do Picapau Amarelo, que foi um grande sucesso de 1977 a 1986, nos noves anos que ficou no ar”, destaca a produtora executiva Luciana Vieira.


FICHA TÉCNICA
Adaptação, Direção Geral e Cenografia: Ricardo Silva
Direção Musical: Victor Salzeda
Elenco: Raquel Penner, Cristina Fracho, Cristina Guimarães, Wanderson Bernardo, Nicolas Freitas, Guilherme Gutierrez, Julia Gusmão, Luiza Vieira e Victor Salzeda.
Músicos: Camila Ferolla (Percusssão), Juan Paz (Violão) e Natan Figueiredo (Flauta)
Stand-Ins: Matheus Lana, Giovanna Sassi, Luiza Lewicki, Bianca Pontes e Fernanda Guerreiro
Coreografias: Cristina Guimarães
Design de Luz: Ricardo Lyra Jr.
Progr. Visual e Pinturas em Aquarela: Bianca Oliveira
Elaboração do Projeto: Raquel Penner
Camareira, Contra-Regra e Assist. de Produção: Eloisa Guimarães
Operação de Som: Alexandre Magalhães
Produção Executiva: Luciana Vieira (Tambores Produções)
Realização: Tambores Produções e Cia. Teatral Sassaricando
Assessoria de Imprensa: Fernanda Con’Andra (FECON Comunicação Estratégica)

SERVIÇO
SÍTIO DO PICAPAU AMARELO
Teatro dos Quatro – Shopping da Gávea (R. Marquês de São Vicente, 52 - Gávea, Rio de Janeiro). Estreia: Sábado - 04 de novembro de 2017. Temporada até 04 de março de 2018. Informações: (21) 2274-9895. Dias e horários: Sábados e Domingos, às 17 horas. Contato:tamboresproducoes@gmail.com. Página no Facebook: https://www.facebook.com/sitiodopicapauamareloteatrodos4/


Ingressos:Bilheteria do Teatro: R$ 60 (inteira) / R$ 30 (meia)

Ingresso Rápido (antecipados): http://bit.ly/ingressorapido2zfkBtD


Agenda Cultural RJ 
▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estrategicos. Divulgação de Midia Online. (21)996734350 / whatsapp #agendaculturalrj

 

Entrada franca!Samba da Feira recebe Fundo de Quintal, dia 20/01

Grupo Bororó, anfitrião do evento
Crédito: Anderson Almeida

SAMBA DA FEIRA RECEBE MUMUZINHO NESTE SÁBADO

É de graça, nos Armazéns do Engenhão
Bororó, grupo anfitrião da festa, comanda o evento das 15h às 23h

A melhor opção de lazer do subúrbio carioca é o Samba da Feira, que rola nos Armazéns do Engenhão, todo sábado, das 15h às 22h, com entrada gratuita. E neste dia 20,sábado, o convidado é o cantor Mumuzinho. Para comemorar o Dia de São Sebastião, padroeiro da cidade do Rio de Janeiro, Mumuzinho promete fazer uma participação pra lá de especial, cantando seus sucessos, como “Fulminante”, “Fala”, “Curto Circuito” e “Dengo Nego”, seu mais recente trabalho, que já é sucesso nas rádios.

Pelo Samba da Feira, já passaram muitos craques: Diogo Nogueira, Xande de Pilares, Fundo de Quintal, Reinaldo, Noca da Portela, Monarco, Leandro Sapucahy, Revelação, Arlindinho, Marquinhos Sensação, Marquinho PQD, Juliana Diniz, Samba Xoxó, Samba do Chapéu, Soul mais Samba, João Martins, Charlles André, Netinho de Paula, Renato da Rocinha, Grupo Arruda, Renato Milagres, Rafael Bezerra, Família Macabu e RDN.

A roda, que começou despretensiosamente no quintal de uma casa em Piedade, agora é programa certo para famílias inteiras, das crianças aos idosos. São mais de 500 pessoas por sábado. Ao longo de quase dois anos, mais de 30 mil pessoas já curtiram o Samba da Feira. E todo esse sucesso sem patrocínio! Só mesmo com o suor e a criatividade de Mario Castilho, Diogo Viana (Chapoka), Eduardo Zebral, Marco Veiga e Rodrigo Guedes, amigos e sócios na empreitada – profissionais de diversas profissões: de administrador de empresa a servidor público e autônomo.

Além de ser a melhor opção de lazer para a galera do subúrbio – evento gratuito, com infraestrutura e segurança –, o Samba da Feira é também uma oportunidade de movimentar a economia local e dar oportunidade de trabalho e negócios para muita gente: músicos, equipe de bar, empresas de aluguel de cadeiras, banheiros químicos...

Serviço
Samba da Feira recebe Fundo de Quintal
Sábado, dia 20 de janeiro, das 15h às 23h
Local: Armazéns do Engenhão
Endereço: (Pça do Trem - em frente à Estação Engenho de Dentro e em frente ao )
Entrada franca.

Classificação livre.

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj

 

“DA MALA QUE SAI” 😁 ESPETÁCULO INFANTO-JUVENIL TEM APRESENTAÇÕES DIAS 14, 21 e 28 DE JANEIRO EM BOTAFOGO

 “DA MALA QUE SAI”



ESPETÁCULO INFANTO-JUVENIL TEM APRESENTAÇÕES DIAS 14, 21  e 28 DE JANEIRO EM BOTAFOGO 

Com apresentações dias 14, 21 e 28 de janeiro, no horário das 11h, o público infanto-juvenil poderá curtir o espetáculo “DA MALA QUE SAI”, com música e muita diversão junto ao grupo Sintonia Dominó. Sinopse “Da Mala Que Sai” mostra o dia a dia de um grupo teatral composto por três atores muito criativos e brincalhões que fazem teatro mundo afora e estão sempre a vagar levando arte para todos, em todos os cantos. Em cada lugar que param para apresentar um novo espetáculo, criam uma história diferente e se divertem com as surpresas que surgem. O curioso é que a partir de suas malas pessoais de viagem vão descobrindo objetos que podem se transformar e significar muitas coisas.


O Sintonia Dominó é composto por atores e professores de Teatro  formados em Licenciatura em Teatro pela UNIRIO (Universidade  Federal do Estado do Rio de Janeiro). O Grupo surgiu através do Projeto de Extensão da UNIRIO, “O Hospital como Universo Cênico”, realizado no Hospital Federal da lagoa. A partir desse encontro e das experiências vivenciadas em conjunto no projeto, os três formaram o grupo. Já são quatro anos de existência e acreditamos que qualquer espaço pode se tornar cênico, atuando em bibliotecas, livrarias, praças, lonas culturais, feiras de livros, hospitais e claro, no teatro. 

Espaço Cultural O Olho da Rua é um local de troca permanente de experiências e ideias. Somos > Galeria de Arte > Ateliê > Bar|Bistrô > Espaço para Cursos e Oficinas, com cerca de  320 metros quadrados de área construída de matéria-prima oriunda do ferro-velho Pereira Máquinas. Realizamos Exposições, Oficinas e Aulas de Arte e Bem estar, Eventos Exclusivos e Corporativos, Shows de música ao vivo, Performances Artísticas, Teatro, Dança, Encontros, Palestras, Lançamentos de Livros/video-clipes e afins. 

contato@olhodarua.com.br Rua Bambina, 6 – Botafogo, Rio de Janeiro | (21) 3178-6601 


Ficha técnica: Realização: Sintonia Dominó Texto e Direção: Sintonia Dominó Elenco: Lilian de Mattos, Raphaela Tafuri e Walney Gomes. Cenários: Sintonia Dominó 
Figurinos: Sintonia Dominó 

Serviço DA MALA QUE SAI – 
Texto e Direção: Sintonia Dominó. 
Com Lilian de Mattos, Raphaela Tafuri e Walney Gomes. 
😊
Através de suas malas de viagens, três atores vão descobrindo objetos e contando histórias. 😁
ESPAÇO CULTURAL OLHO DA RUA. (Rua Bambina, 6. Botafogo) Tel.: 3178-6601 / 980927467. 
Dias 14,21 e 28 de janeiro. 
Horário: Domingos às 11h. R$ 30,00 (Desconto de 50% para idosos, e estudantes) Estréia: 14 de Janeiro Temporada: Até 28 de Janeiro Classificação Etária: Livre. 50 min. 
Lotação: 80 lugares 
Contato Filippe Neri 98092-7467 
filippeneri@yahoo.com.br

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estrategicos. Divulgação de Midia Online. 
(21)996769323 / whatsapp 
#agendaculturalrj

  

Ex Africa, a maior mostra sobre arte africana contemporânea já realizada no Brasil, com trabalhos de 20 artistas, de oito países, numa cuidadosa seleção de mais de 80 obras; a entrada é gratuita e a exposição pode ser visitada por pessoas de todas as idades, no CCBBRJ, até 26/03/18

ÁFRICA CONTEMPORÂNEA É TEMA DE GRANDE




O Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) recebe Ex Africa, a maior mostra sobre arte africana contemporânea já realizada no Brasil, com trabalhos de 20 artistas, de oito países, numa cuidadosa seleção de mais de 80 obras; a entrada é gratuita e a exposição pode ser visitada por pessoas de todas as idades até 26/03/18

à Fotos, vídeos, lista de obras, catálogo digital e outras informações:www.agenciagalo.com/exafrica

Rio de Janeiro, dezembro de 2017 - Feições hipnotizantes estampam autorretratos que ironizam vultos de um passado barroco. Metrópoles desoladoras são observadas através de janelas virtuais. Painéis e instalações de dimensões colossais, vídeo-arte e performances sonoras chamam atenção para conexões culturais profundas e permanentes de um continente com o resto do mundo. Essa é a África de hoje. A partir de 20 de janeiro de 2018, o CCBB do Rio de Janeiro sedia Ex Africa, a maior exposição de arte contemporânea africana realizada no Brasil. Em cartaz até 26 de março, a mostra pode ser vista, gratuitamente, de quarta a segunda-feira, entre 9h e 21h. O patrocínio é do Banco do Brasil, com apoio da BB DTVM.

Dezoito artistas de oito países africanos e dois brasileiros - Arjan Martins e Dalton Paula - assinam 80 obras que apresentam uma espécie de microcosmo da África. Fotografias, pinturas, esculturas, performances, vídeos e uma gigantesca instalação assinada pelo ganês Ibrahim Mahama (em cada cidade ele vai construir uma instalação particular, com materiais usados e doados por trabalhadores locais) se relacionam na exposição por meio de quatro eixos distintos: Ecos da História, Corpos e Retratos, O Drama Urbano e Explosões musicais.

A interseção desses eixos mostra que o continente africano vive um contínuo e efervescente processo de renovação criativa e artística, sublinha o curador da exposição, Alfons Hug. Ele conta ainda que esse raciocínio, que está por trás do conceito e do nome da exposição, partiu da frase Ex Africa semper aliquid novi, (da África sempre há novidades a reportar), cunhada há mais de 2 mil anos pelo escritor romano Caio Plínio.

“A arte contemporânea africana deu as costas a dois preconceitos longamente estabelecidos: de um lado o estigma do artesanato e da 'arte de aeroporto' e de outro as referências etnológicas. Ainda que não possam ser ignorados os efeitos do colonialismo, não deve ser subestimada a importância do intercâmbio artístico verificado na passagem do período colonial ao pós-colonial e, nesse contexto, a reação dos artistas em relação ao período que antecedeu a independência”, afirma o curador.

De acordo com ele, não causará surpresa, portanto, que as obras que integram Ex Africa apresentem uma relação com suas raízes na cultura nativa, no cristianismo e no islamismo; assim como fortes conexões com elementos da cultura inglesa, francesa, portuguesa, hispânica e árabe. “Em contraste com a arte ocidental, a arte contemporânea africana tem a vantagem de não precisar atender a nenhum cânone e poder orientar-se unicamente pelo aqui e agora”.



Tradição e modernidade
Uma crítica ácida ao colonialismo e ao tráfico de escravos estão em Ecos da História, primeira parte da exposição. Nela, destaca-se uma instalação formada por objetos do tempo do comércio de escravos (algemas, ferros de marcar, moedas, mandados de captura). Assinada pela artista nigeriana Ndidi Dike, a obra propõe uma obscura viagem no tempo, época impiedosa, marcada pelo sofrimento humano e pela cobiça.

As obras sugerem ainda uma reflexão amarga sobre a relação entre a pobreza, o desemprego, as recentes migrações e aspectos relacionados aos tempos dos navios negreiros. Não deixam de lembrar as imposições de uma cultura religiosa ocidental e herança colonial, evidenciada na série de fotografias de Leonce Raphael Agbodjélou, artista do Benim. Em parte de sua obra, ele evoca o Code Noir, decreto em que a administração colonial francesa da África Ocidental regulava a escravatura.

Cosmópoles

Paisagens desoladoras, ordem e caos, modernidade e ruínas. Esses e tantos outros contrates das metrópoles africanas estão nas obras de O Drama Urbano. Um dos destaques vai para a videoinstalação Ponte City, nome de um arranha-céu no centro de Joanesburgo. Assinada pelos artistas sul-africanos Mikhael Subotsky e Patrick Waterhouse, a obra é composta por 12 janelas digitais que simulam a vista do edifício marcado por histórias de decadência e gentrificação.

Karo Akpokiere, nascido em Lagos (maior cidade da Nigéria e uma das maiores do mundo) assina ilustrações, com fortes elementos da cultura pop, que fazem uma sátira à miríade de anúncios publicitários que invadem diariamente a megalópole e refletem modismos, o mercado e suas desigualdades, a política e negociatas de toda natureza.


Expressões do corpo

Cabelos trançados que lembram delicadas esculturas; retratos com ares ironicamente pomposos remetem a notáveis africanos que atuaram na Europa entre os séculos XVI e XIX. A força expressiva da estética corporal está nas fotografias, vídeos e instalações de Corpos e Retratos, recorte que traz os famigerados autorretratos do senegalês Omar Victor Diop e a série Hairdo Revolution(revolução do penteado), com fotografias em preto e branco do nigeriano Okhai Ojeikere.

Outro destaque do eixo Corpos e Retratos é a arte multifacetada do angolano Nástio Mosquito. Por meio de vídeos, performances, música experimental, instalações e poesia, o artista levanta questões em torno da fé, identidade, herança colonial, entre outros temas. “Para onde queremos ir? O que queremos construir?”, ele pergunta. “Não seja cool, seja relevante. E se conseguir ser cool de maneira relevante, melhor ainda”, diz. Na mostra ele apresenta uma videoinstalação da música Hilário.

Galerias musicais 

Do afrobeat de Fela Kuti, ao pop nigeriano, Explosões Musicais transforma uma das galerias de “Ex Africa” no “Clube Lagos”. Poder, sexo, riqueza e religião são temas habituais da música africana e ganham relevância nesta sala onde os clichês da world music dão lugar à autenticidade do Naija Pop. O New Afrika Shrine, de Femi Kuti, muito popular na cena nigeriana, também está entre os destaques.

*Integrando a programação da exposição Ex Africa, também será realizada no CCBB, no dia 22 de janeiro, uma mesa redonda sobre a produção artística e os caminhos entre Brasil e África. Mediado pelo curador Alfons Hug, o debate terá a participação do artista egípcio Youssef Limoud e do brasileiro Arjan Martins, que participou de uma exposição no Brazilian Quarter de Lagos (Nigéria).

à Fotos, vídeos, lista de obras, catálogo digital e outras informações:www.agenciagalo.com/exafrica


Ex Africa

CCBB Rio de Janeiro (Rua Primeiro de Março, 66 - Centro)

De 20 de janeiro a 26 de março | quarta a segunda-feira, 9h às 21h.

Informações: www.bb.com.br/cultura

Entrada gratuita
Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estrategicos. Divulgação de Midia Online. (21)99676-9323 / whatsapp #agendaculturalrj

  

Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

Minha lista de blogs