Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

24 de jun de 2015

Espetáculo “2.500 Por Hora”estreia dia 2 de julho, quinta-feira, no Oi Futuro Flamengo. O espetáculo propõe contar parte da história de 2.500 anos de teatro em pouco mais de 1 hora. Com texto de Jacques Livchine, adaptado por Monica Biel, a peça reúne cenas escritas por Pirandello, Tcheckov, Molière, Feydeau, Eurípides, Shakespeare, Brecht, Beckett, Goethe, Nelson Rodrigues, Martins Pena, entre outros.



Moacir Chaves dirige no Oi Futuro Flamengo espetáculo que “conta” parte da história de 2.500 anos de teatro. Escrita pelo francês Jacques Livchine, a peça é uma espécie de hino ao teatro.

2.500 Por Hora é um espetáculo sobre teatro, que começa assim: “Esta noite temos uma tarefa enorme (...) Queremos contar para vocês 2.500 anos de teatro em uma hora.” O texto é uma adaptação do original escrito em 1997 pelo francês Jacques Livchine e reúne cenas escritas por diversos autores, como Pirandello, Tcheckov, Molière, Feydeau, Eurípides, Shakespeare, Brecht, Beckett e Goethe, entre outros. Há, também, alusões a diretores, movimentos teatrais, atores, grupos de teatro, pesquisadores e críticos. A adaptação inclui cenas de autores brasileiros como Nelson Rodrigues (apresentando trechos das 17 peças do autor em 3 minutos) e Martins Penna, assim como referências específicas da história do nosso teatro. Homens de teatro de diversas épocas e países ganham voz na peça, como Artaud e João Caetano. Assim, o espetáculo propõe “contar” parte da história de 2.500 anos de teatro, por meio de uma pesquisa ao mesmo tempo séria e muito bem-humorada. “Desta forma, pretendemos refrescar a memória de uns, aprofundar o conhecimento de outros e apresentar o universo do teatro a muitos”, comenta a atriz Monica Biel, que também assina a tradução e a adaptação do texto original. A temporada de estreia tem início na noite de 2 de Julho, no Teatro Oi Futuro Flamengo.

O autor e diretor, Jacques Livchine, é um dos pioneiros do théâtre de rue na França. Nascido em 1943, em Chambon-sur-Lignon, França, Livchine graduou-se em Artes na Sorbonne com um certificado d'Études théâtrales. Em 1968 fundou o Théâtre de l’Unité, sediado em Audincourt, França. É o principal instigador da criação da ligue d'improvisation française, em 1981.

A direção da montagem brasileira cabe a Moacir Chaves, que junto a atriz Monica Biel assistiu a montagem original de “2.500 Por Hora”, pelo Théâtre de l’Unité, em 1997. Ao longo de sua carreira Moacir dirigiu espetáculos premiados e reconhecidos por uma dramaturgia e encenação não convencionais, entre eles: “Bugiaria”, com processos da inquisição; “A Lua Vem da Ásia”, de Campos de Carvalho; “A Negra Felicidade”, com o processo de libertação de uma escrava de nome Felicidade; “Sermão da Quarta-feira de Cinzas”, do Padre Antônio Vieira; “Inutilezas”, com poemas de Manuel de Barros; “Utopia”, de Thomas More; “Por Um Fio”, de Drauzio Varela; “Ovo Frito”, de Fernando Bonassi; “Por Mares Nunca Dantes”, de Geraldo Carneiro; além de clássicos como “Macbeth”, “O Jardim das Cerejeiras”, “Fausto”, “Rei Lear”, “Don Juan”, entre outros.

O elenco é composto por Claudio Gabriel, Henrique Juliano, Júlia Marini, Joelson Medeiros e Monica Biel. O espetáculo conta, ainda, Miguel Mendes e Tomás Correia que, além de executarem a música ao vivo, assinam a direção musical. O figurino é de Inês Salgado, o cenário de Sérgio Marimba e a iluminação de Aurélio de Simoni.

Com patrocínio da Oi e da Secretaria Municipal de Cultura/Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, apoio cultural do Oi Futuro e realização da BB Produções Artísticas Ltda, 2.500 Por Hora cumpre temporada de estreia no Teatro Oi Futuro Flamengo de 2 de julho até 30 de agosto, de quinta a domingo às 20h.

FICHA TÉCNICA

Autor: Jacques Livchine e Hervée de Lafond
Tradução e Adaptação: Monica Biel
Direção: Moacir Chaves
Elenco: Claudio Gabriel, Henrique Juliano, Júlia Marini, Joelson Medeiros e Monica Biel
Músicos: Miguel Mendes e Tomás Correia
Figurinos: Inês Salgado
Cenário: Sergio Marimba
Direção Musical: Miguel Mendes e Tomás Correia
Iluminação: Aurélio de Simoni
Boneco: Marcio Newlands
Fotos: Guga Melgar
Programação Visual: Sandro Melo
Produção Executiva: Jaqueline Roversi
Direção de Produção: Monica Biel
Assessoria de Imprensa: Ney Motta
Realização: BB Produções Artísticas Ltda

SERVIÇO

2.500 Por Hora
Autor: Jacques Livchine e Hervée de Lafond
Tradução e Adaptação: Monica Biel
Direção: Moacir Chaves
Elenco: Claudio Gabriel, Henrique Juliano, Júlia Marini, Joelson Medeiros e Monica Biel
Músicos: Miguel Mendes e Tomás Correia
Sinopse: Cinco atores e dois músicos “contam" de forma humorada parte da história de 2.500 anos de teatro.
Temporada: De 2 de Julho até 30 de agosto, de quinta a domingo às 20h. Nos dias  30/07 e 20/08 não haverá espetáculo, a reposição será nos dias 05 e 12/08, quarta-feira, às 20h.
Local: Teatro Oi Futuro Flamengo. Rua Dois de Dezembro 63, Flamengo (tel. 21 3131-3060)
Lotação do teatro: 63 pessoas
Ingressos: R$ 20,00 (inteira)
Classificação indicativa: 12 anos
Gênero: Comédia

Agenda Cultural RJ
Divulgamos espetáculos, shows, festivais, exposições e muito mais! 
Divulgação Cultural, Mídia Online, Distribuição de Filipetas e Colagem de Cartazes.
 (21)99676-9323 (WhatsApp) 
 agendaculturalrj@gmail.com 

 #agendaculturalrj

  Instagram

Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

Minha lista de blogs