Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

Shows e Música Boa

Agenda Cultural RJ
Divulgação de Eventos Culturais

•Prestamos serviços de colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. 

•Divulgação de mídia Online. 

Roteiro de Divulgação estrategicamente elaborado para atingir seu público-alvo. ( livrarias, Cafés, centros culturais, universidades, restaurantes, teatros, escolas de música, dança, cinema, teatro...)

Temos uma equipe qualificada para divulgar seu evento, não só colar cartazes e distribuir filipetas. 

Relatório completo COM FOTOS, entregue durante o andamento da divulgação. 
_______________________________________

Divulgação em pontos fixos(Zona sul e Centro).

Colagem e Distribuição de Material:

-FILIPETAS
-CARTAZES 
_________________________________________

Divulgação de Mídia Online:
•Blog Agenda Cultural RJ 
•Facebook – Página 
•Facebook – Grupos 
•Twitter, Google + e outros. 
•Overmundo, entre outros sites ligados a cultura e entretenimento. 

A mais de 10 anos anos divulgando Exposições, Teatro, Oficina, Palestras, Cursos, Shows e Lançamentos de Livros, por intermédio de produtoras com projetos aprovados pela Caixa Cultural , Centro Cultural do Banco do Brasil, Centro Cultural da Justiça Federal, Centro Cultural dos Correios, e Teatros da Zona Sul e Centro do RJ.
_____________________________________
Emitimos NF.
entre em contato, 

Gabriele Nery
Produtora Cultural
(21)996769323 / whatsapp
_____


CLAREOU NO SAMBA DA FEIRA


O grupo Clareou será recebido pelo Grupo Bororó neste sábado, nos Armazéns do Engenhão, no evento mais democrático da Zona Norte

Divulgação

Neste sábado, dia 7, a atração do Samba da Feira é oGrupo Clareou, que promete lotar os galpões dos Armazéns do Engenhão. Famoso pela música “Valeu pra aprender”, grupo vai cantar esse e muitas outras sucessos para o público do Engenho de Dentro. O Samba da Feira acontece todo sábado entre 15h e 23h, nos Armazéns do Engenhão. A roda de samba mais democrática do subúrbio carioca é aberta a públicos de todas as idades e de graça.

Clareou tem como padrinho uma das mais influentes bandas de samba do Brasil: o Grupo Revelação. Formada por Flávio Homero (cavaco e voz), Juninho de Jesus (banjo e voz), Fernando Melette (tan-tan e voz), Buiú (Anderson – Buiú / pandeiro e voz) e Magal (vocalista), a banda tem suas raízes na zona norte do Rio de janeiro, tendo emplacado sucessos nacionais como “Valeu pra aprender”, “Dona dos meus sonhos” e “Ela me disse”. O show vai contar com músicas como “Só Penso no Lar”, “Ela me Disse”, “Dona dos meus Sonhos” e “Sem Ela Não Dá”.

Pelo Samba da Feira, já passaram craques como Diogo Nogueira, Xande de Pilares, Fundo de Quintal, Reinaldo, Noca da Portela, Leandro Sapucahy, Revelação, Molejo, Arlindinho e Marquinhos Sensação. Anfitrião do Samba da Feira, o Grupo Bororó é composto por muitos daqueles amigos que se reuniam semanalmente em Piedade.

A roda, que começou despretensiosamente no quintal de uma casa da rua Teresa Cavalvante, já chegou a reunir 12 mil pessoas num só sábado nos Armazéns do Engenhão, um local praticamente abandonado que hoje é point da região, sem histórico de violência ou assaltos.

E todo esse sucesso sem patrocínio! Só mesmo com o suor e a criatividade de Mario Castilho, Diogo Viana (Chapoka), Eduardo Zebral, Marco Veiga e Rodrigo Guedes, amigos e sócios na empreitada – profissionais de diversas profissões: de administrador de empresa a servidor público e autônomo. Essa galera cheia de disposição é responsável pela ocupação e pela revitalização de um espaço que agora encontrou sua vocação e foi abraçado pelo público da Zona Norte, ávido por cultura e diversão.

Além de ser a melhor opção de lazer para a galera do subúrbio – evento gratuito, com infraestrutura e segurança –, o Samba da Feira é também uma oportunidade de movimentar a economia local e dar oportunidade de trabalho e negócios para muita gente: músicos, equipe de bar, empresas de aluguel de cadeiras, banheiros químicos...

História

O projeto teve seus primeiros passos dados por um grupo criado no aplicativo WhatsApp chamado “ Bororó Produções”. O grupo reunia-se frequentemente, na casa de um de seus integrantes para tomar uma cerveja, tocar um bom samba e se divertir. O local mais frequente para esses encontros era na rua Teresa Cavalcante, em Piedade, casa de Mario Castilho, que costumava acordar cedo, preparar uns camarões e ouvir um bom samba no quintal, enquanto acompanhava o movimento da feira que ocorre todo sábado, na rua onde mora.

Pintou, então, a ideia de comprar um barril de chope e deixar as portas da garagem abertas para quem quisesse parar e curtir o samba. Surgia assim o Samba da Feira, que estreou no dia 14 de maio de 2016. O barril logo virou vários, tiveram de providenciar espaço para os barraqueiros e para a galera que só aumentava a cada dia de feira. Não demorou para o samba, que ia das 10h às 16h, virasse febre e atraísse público do bairro e das adjacências.

O evento cresceu, e vieram os problemas: reclamações de vizinhos por causa do barulho, reclamações dos feirantes, etc. Resolveram, então, conversar com o administrador regional da XIII R.A. para encontrar uma boa solução. Resultado: receberam a oferta de fazer a roda nos Armazéns do Engenhão, localizados na parte externa do Estádio Nilton Santos. A continuidade do projeto estava assegurada.

Se antes, cada integrante levava cerveja e petiscos, agora tem tudo lá: uma grande oferta de lanches e belisquetes nos food trucks, com ótima estrutura de segurança e banheiros.

“No dia 3 de dezembro de 2016, migramos para nossa nova casa, mantendo nossas premissas e filosofias podendo oferecer um pouco mais de comodidade e conforto para todos. Conseguimos maximizar nosso público e alavancar nosso plantel de convidados”, comemora Castilho. E conclui: “Enquanto o samba for capaz de curar almas feridas, revigorar estruturas, reacender luzes, reencontrar caminhos e transcender prazeres, não mediremos esforços em persistir e preservar com nossos ideais”.

Serviço
Grupo Bororó recebe Clareouno Samba da Feira
Sábado, dia 7, das 15h às 23h
Armazéns do Engenhão
Endereço: Praça do Trem - (Em frente à Estação do Engenho de Dentro – Lado da Rua Arquias Cordeiro)
Entrada franca
Classificação etária: livre

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj 

agendaculturalriodejaneiro.blogspot.com

  

______________________________



Teatro Rival Petrobras apresenta:

Jesuton

Cantora inglesa lança primeiro disco de músicas autorais em show vibrante com a participação especial dos metais do AfroJazz na banda

Jesuton começou a fazer sucesso cantando nas ruas do Rio de Janeiro usando apenas um amplificador. Vídeos de suas performances de canções de Adele, Amy Winehouse, Rolling Stones e outros, viralizaram pela internet. De canção em canção, a britânica de alma carioca conquistou seu espaço no célebre mundo da música. Agora ela volta ao Teatro Rival Petrobras, na Cinelãndia, na próxima sexta, dia 06 de abril, às 19h30, apresentando “HOME”(Som Livre), seu terceiro álbum, o primeiro autoral. O show vibrante e pra cima tem a participação especial dos metais do AfroJazz, na banda.

A cantora pisa no palco estrelar do Rival Petrobras após uma apresentação arrebatadora no festival Lollapalooza. O novo disco fala sobre deslocamento, viagem, mudança, movimento e, simultaneamente, sobre busca, reconhecimento e construção do lar. "Home” remete às andanças da artista pelo mundo e à busca por um lugar para chamar de lar. "Aprendi que esse é um conceito altamente fluido", explica. Carregado de poesia e reflexões sobre seu espírito livre, as músicas são um carinho nos ouvidos.

Em parceria com Mario Caldato, produtor de Jack Johnson e Seu Jorge (Don’t Think So), o álbum revela o universo e a alma viajante da cantora. O título “Home”, que também é o nome de uma das principais faixas do disco, remete à busca da artista por seu lugar no mundo. Filha de mãe jamaicana e pai nigeriano, Jesuton sempre teve dois interesses marcantes: a curiosidade pela cultura latina e a paixão pela música. Depois de viajar por vários países veio ao Brasil por alguns meses, em 2012, onde acabou se estabelecendo.

Serviço

Teatro Rival Petrobras - Rua Álvaro Alvim, 33/37 - Centro/Cinelândia - Rio de Janeiro. Informações: (21) 2240-9796. Capacidade: 400 pessoas. Data: 06 de abril (Sexta). Horário: 19h30. Abertura da casa: 18h. Censura: 18 anos.www.rivalpetrobras.com.br. Metrô/VLT: Estação Cinelândia

Ingressos: Setor A: R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia*) | Setor B: R$ 60 (inteira), R$ 40 (200 primeiros pagantes) e R$ 30 (meia*) | Setor B - laterais: R$ 50 (inteira), R$ 25 (meia*)

Venda antecipada pela Eventim -http://bit.ly/Ingressos2z0P23j


Bilheteria do Teatro Rival - Terça a Sexta das 13h às 21h | Sábados e Feriados das 16h às 22h

*Meia entrada: Estudante, Idosos, Professores da Rede Pública, Funcionários Petrobras

Siga o Rival nas redes sociais:

www.facebook.com/teatro.rival

Instagram: @teatro.rival

Twitter: @teatro_rival

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj

agendaculturalriodejaneiro.blogspot.com

  
____________________________



Crédito: Rogério Von Krüger

Dois dos maiores nomes da percussão brasileira se unem no projeto Computambor: Marcos Suzano (Sting, Gilberto Gil, Lenine) e Marcelo Vig (Eminem, Will Smith, Avril Lavigne) recriam suas próprias composições no palco do Espaço Cultural Sérgio Porto, onde recebem os convidados especiais, Pandeiro Repique Duo, e apresentam essa sonoridade única. O show do Computambor conta ainda com videomapping ao vivo, completando essa união de ancestralidade e tecnologia.

Computambor une música e tecnologia no palco do Sérgio Porto

Noite especial tem participação do Pandeiro Repique Duo

Após abrir o show de Bonobo no Circo Voador em uma elogiada apresentação, o projeto Computambor, formado pelos músicos Marcos Suzano e Marcelo Vig, sobe ao palco do Espaço Cultural Sérgio Porto. Os artistas unem a sonoridade de batuques brasileiros e africanos a beats eletrônicos, uma mistura inusitada e ao mesmo tempo performática. O show acontece em 06 de abril (sexta-feira), às 20h, e tem o apoio da Secretaria de Cultura do Município do Rio de Janeiro e do Projeto_ENTRE. Ingressos a R$40 (inteira) e R$20 (meia-entrada).

A paixão pelos tambores e a música eletrônica fez o percussionista Marcos Suzano e o baterista Marcelo Vig unirem forças e traçarem novos projetos. Formando a dupla Computambor, eles reúnem batuques orgânicos aos beats eletrônicos trazendo um som diferenciado e envolvente. Sonoridades brasileiras e africanas são apresentadas em formato eletrônico e performadas ao vivo, acompanhadas por bateria, pandeiro, alfaia e outras percussões. As possibilidades sonoras das misturas que esses elementos trazem, faz do espetáculo um show vibrante. No Rio, eles apresentam o formato completo do show, junto de projeções mapeadas criadas pelo Montano Digital do Festival Mimo.


O projeto é uma experiência nova para dois músicos com uma carreira consolidada. Com mais de 30 anos de trajetória, Marcos Suzano tocou com artistas como Gilberto Gil, Sting, Paulo Moura, Ney Matogrosso, Lenine e Vitor Ramil. Já Marcelo Vig foi indicado ao Prêmio Profissionais da Música como Melhor Artista de Música Eletrônica (2017 e 2018) e na categoria de Melhor DJ (2018) e se destaca por seus projetos mesclando o orgânico ao eletrônico. Como baterista, ele já realizou shows com Eminem, Lenine, Avril Lavigne, Will Smith e outros.

Nessa noite especial, Marcos Suzano e Marcelo Vig recebem os convidados Bernardo Aguiar e Gabriel Policarpo. O Pandeiro Repique Duo é o resultado do encontro destes instrumentos típicos da alma carioca, da percussão brasileira, colocando lado a lado o virtuosismo do pandeiro e do repique extrapolando suas origens regionais. O resultado é uma sonoridade sem limites e que se integra perfeitamente ao som do Computambor.


Com mais de duas décadas de existência, o Espaço Cultural Sérgio Porto é um dos locais mais conhecidos da zona sul carioca. O local abriga diversos eventos culturais e é localizado na Rua Humaitá, 163. Os ingressos para o show do Computambor podem ser adquiridos na bilheteria oficial. 

Serviço
Computambor - Do Ancestral ao Eletrônico
Data: 06/04/2018 (sexta-feira)
Horário: 20h
Local: Espaço Cultural Sérgio Porto
Endereço: Rua Humaitá, 163 – Humaitá – Rio de Janeiro/RJ
Ingressos: R$40 (inteira) e R$20 (meia-entrada)

Evento: https://www.facebook.com/events/193565538040776/

Classificação: Livre



_________________________________


Abril com MÃEANA na Laura Alvim
Persona da cantora Ana Claudia Lomelino apresenta inéditas em show intimista no dia 3/04

O primeiro show do mês de abril do Música na Laura com Faro é de Mãeana. No dia 3/04, às 20h, a persona da cantora Ana Claudia Lomelino sobe ao palco do teatro da Casa de Cultura Laura Alvim - espaço da Secretaria de Estado de Cultura/FUNARJ – para apresentar músicas inéditas, além de canções já conhecidas dos fãs. Com ela estarão Bem Gil (guitarra), Bruno Di Lullo (baixo) e Domenico Lancellotti (bateria).

Num clima intimista, Mãeana vai mostrar, pela primeira vez, "Do véu" (Domenico Lancellotti e Alberto Continentino), "Deusa dela" (Iara Rennó e Ava Rocha) e "Canção de ontem" (Domenico Lancellotti). O repertório do show inclui “Não sei amar” (Caetano Veloso) e “Filho bonito” (John Lennon Versão: Gilberto Gil), entre outras.

O Música na Laura com Faro tem patrocínio da Vivo ecuradoria da Xirê Produções em parceria com o programa Faro, da Rádio SulAmérica Paradiso FM. Os ingressos custam R$ 20 (inteira).

CCLA: resistência com arte
Para a diretora da Casa de Cultura Laura Alvim, Renata Monteiro, a continuidade, em 2018, dos projetos que começaram em 2016 têm um gosto mais especial em meio ao momento crítico pelo qual passa o Rio de Janeiro. “A arte é nossa resposta à crise. A casa resiste bravamente com uma programação contínua e de qualidade para os cariocas e os turistas que nos visitam. A renovação de um projeto como esse, hoje, é motivo de uma comemoração ainda maior!”

Vivo Cultura
A Vivo é a patrocinadora do MÚSICA NA LAURA desde novembro de 2016, incentivando e apresentando a efervescente cena musical brasileira em dois shows mensais, sempre às terças-feiras, no Teatro Laura Alvim. A empresa também patrocina a edição 2017/2018 do MÚSICA NA VARANDA da Casa de Cultura Laura Alvim, com shows ao vivo e DJs sets nas tardes de domingo, de 3 de dezembro de 2017 a 22 de julho de 2018.

SERVIÇO
Abril com Mãeana na Laura Alvim
Dia/hora: 3 de abril, terça-feira, às 20h
Local: Teatro Laura Alvim - Casa de Cultura Laura Alvim - Av. Vieira Souto, 176 – Ipanema
Informações: (21) 2332-2016
Ingressos: R$ 20 (inteira); R$ 10 (meia)
Capacidade: 200 pessoas
Classificação etária: 16 anos

Realização: Casa de Cultura Laura Alvim - espaço da Secretaria de Estado de Cultura/FUNARJ - e Xirê Produções
Parceria: Programa Faro - Rádio SulAmérica Paradiso FM
Patrocínio: Governo do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura, Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro e VIVO.

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj 

______________________






Vitral “Entre Estrelas” - Lançamento de CD / show 
Eduardo Aguillar, um dos antigos integrantes da Banda Vitral, formada no início dos anos 80 com um estilo de música progressiva sinfônica, teve a ideia de produzir um álbum com músicas compostas para a banda. A proposta solo transformou-se na reunião dos antigos integrantes. Hoje, composta pelos músicos Claudio Dantas (bateria e percussão), Eduardo Aguillar (teclado) Luiz Zamith (guitarra), Marcus Moura (flautas, teclados e acordeão) e Vitor Trope (baixo) faz o lançamento do CD Entre as Estrelas.

Dia 03 Terça 19h R$ 40 e R$ 20 (meia) 120 min Teatro
Centro Cultural Justiça Federal
Av. Rio Branco, 241 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, 20040-009, Brasil



Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj

  Instagram
_________________________



Nina Becker traz turnê de disco “Acrílico” ao palco da Audio Rebel

A Audio Rebel traz, em 03 de abril (terça-feira), às 20h, o show de “Acrílico”, novo álbum da cantora Nina Becker. A artista mostra as canções autorais inspiradas no audiovisual e em trios de bossa-jazz dos anos 50 e 60, somadas às suas próprias referências pessoais com o samba, pós-punk e a influência de sons experimentais da geração tropicalista. Os ingressos custam R$20 e a classificação etária é de 16 anos.

Inspirada no cinema, a carioca Nina Becker reúne o múltiplo talento no registro “Acrílico” (YBmusic/Natura Musical). O disco passeia por cores, espaços, acordes, estúdios, figurinos, desenhos e cenografias do Brasil dos anos 50 e 60. O álbum não é só um conjunto de canções, mas traz na bagagem a formação em design de Nina e sua experiência como cenógrafa e diretora de arte no cinema e na publicidade, imprimindo uma estética no registro e a busca pela extensão da linguagem musical para a linguagem plástica, complementando todas as canções. “Acrílico” é apresentado ao lado de banda formada por Pedro Sá (guitarra), Pedro Fonte (bateria), Rafael Vernet (piano) e Alberto Continentino (baixo).

Nina iniciou a carreira na big band Orquestra Imperial depois de passar mais de uma década trabalhando como diretora de arte, cenógrafa e figurinista. Durante 15 anos, ao lado de artistas como Moreno Veloso, Rodrigo Amarante e Kassin, nos bailes da Orquestra, refinou sua voz e sua presença nos palcos. Becker possui três trabalhos solo: “Azul” e “Vermelho” (ambos de 2010), e “Acrílico” (2017).

A Audio Rebel é a casa da música e arte alternativa no Rio. Localizada na Zona Sul, o local reúne artistas internacionais e nacionais de diversos gêneros, organizando ensaios e gravando discos de cantores independentes. Por lá também funciona uma loja de instrumentos musicais e uma oficina de luthieria (confecção de instrumento de cordas). O espaço fica na Rua Visconde de Silva, 55, em Botafogo.

O show nas palavras de Nina Becker:

dia 3 de abril vai rolar mais um show de lançamento de acrílico, meu mais recente disco. eu disse lançamento porque embora o primeiro show tenha sido em outubro do ano passado - o que parece que foi há mil anos atrás e na prática dos calendários ainda é ontem - o que se passa hoje em dia é que discos ficam em estado de lançamento permanente, furando camadas de resina comunicativa e mergulhando em túneis do tempo-espaço para chegar aos ouvidos ouvintes. para sempre. em novos lugares. novos momentos. outras pessoas. e situações. e contextos. cada experiência é unica e fortalece o percurso que o disco vai traçando, os significados que ele vai absorvendo.

esse show também serve para marcar a conclusão de um ciclo de filmagens cujo início foi há um ano atrás. por sua inspiração fortemente visual, e pelo fato de ter me dedicado por uma década ao cinema antes de começar a cantar, queria registrar em linguagem cinematográfica o processo de feitura do disco. para isso convidei o diretor felipe nepomuceno e o diretor de fotografia lula carvalho, dois artistas monstros da imagem em movimento. começamos uma série de filmagens experimentais em preto e branco com apenas uma câmera na mão, sem o compromisso de documentar o que estava acontecendo, e sim de apenas buscar as belezas que se revelavam diante da lente da câmera enquanto as canções tomavam forma. assim captamos os ensaios, as gravações das bases, as das vozes e agora captaremos o show.

não sabemos ainda qual será o resultado final desse trabalho, e essa é uma das maiores belezas. a única certeza é a de que estamos fazendo um cinema artesanal e que a intenção é traduzir o acrílico para a tela. esse filme ou série de pequenos filmes ou clips, ou o que for, vai ser lançado ainda esse ano pelo canal brasil.

será um espetáculo produzido a 16, (na verdade infinitas) mãos: entro naquele espaço com a missão de “acrilicar” aquele lugar, vou envelopar todas as superfícies que puder com materiais em preto e branco; somam-se as mãos dos músicos da banda, rafael vernet (piano), alberto continentino (contrabaixo), pedro sá (guitarra) e pedro fonte (bateria); a mão do duda, nosso engenheiro de som e co-produtor do disco; a mão do felipe nepomuceno, que sem walkie-talkies, gruas e outros aparatos estrombólicos, vai dirigir essa captação e a mão do fotógrafo lula carvalho, que vai iluminar o show e deixá-lo interessante para a câmera e para a plateia --> as mãos calorosas da plateia.

não foi planejado que o final das filmagens seria um show, nem que seria na rebel. essas coincidências felizes vieram de todo o processo, de adaptar as agendas e as vontades de cada um dos envolvidos e o fato é que estou encantada pela ideia de que esse, que é o meu primeiro show na rebel, vai ser registrado da maneira mais bonita que eu poderia imaginar. quero convidar todos vocês para participar dessa noite especial, dessa noite que vai ser uma parte viva do acrílico acontecendo na nossa frente, na vossa frente, dentro da gente, sem saber exatamente o que vai acontecer, como a própria vida é.
um forte abraço e até lá!

Ouça “Acrílico”: https://goo.gl/VsmGhb

Serviço
Nina Becker
Data: 03/04/2017 (terça-feira)
Horário: 20h
Local: Audio Rebel
Endereço: Rua Visconde de Silva, 55 - Botafogo - Rio de Janeiro/RJ
Ingressos: R$20
Classificação: 16 anos
Capacidade da casa: 90 pessoas (lotação máxima)
Forma de pagamento: para o ingresso, apenas dinheiro; no bar, todos os cartões de crédito. Casa equipada com ar condicionado e wi-fi gratuito
Horário de funcionamento da bilheteria: todos os dias, de 13h às 21h

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp 
#agendaculturalrj

  
______________________




Série Música no Museu / concerto
O projeto tem como característica a formação de novas plateias, facilitando e incentivando a presença de crianças e jovens. A série contempla gêneros que vão do clássico ao contemporâneo e mescla novos talentos e nomes consagrados da música.

Dia 06
Sextas, às 18h
Sala de Sessões
60 min
Entrada Franca
Senhas 1 hora antes

Centro Cultural da Justiça Federal
Av. Rio Branco, 241 - Centro, Rio de Janeiro - RJ, 20040-009, Brasil

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj 
_____________________________




Série Violões da Av-Rio / concerto

O premiado violonista e compositor Cyro Delvizio, Bacharel em Violão e Mestre em Musicologia, apresenta um recital de obras brasileiras dos séculos XX e XXI. No repertório estão inclusas a série integral dos 12 Estudos para Violão, de Francisco Mignone, composta na década de 1970 e a Toccata para Violão de Ricardo Tacuchian, composta em 2014 e dedicada a Cyro.

Dia 07
Sábado
17h
R$ 10 e R$ 5 (meia)
75 min
Sala de Sessões

CENTRO CULTURAL DA JUSTIÇA FEDERAL

AV.RIO BRANCO, 241

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj 
______________________



Mariana Aydar leva sua veia nordestina e sucessos da carreira à Casa de Cultura Laura Alvim
no dia 27/03, encerrando mês de homenagem às mulheres 


Projeto “Música na Laura com Faro” continua
com shows nas tardes de domingo e noites de terça, até o mês de Julho


Mariana Aydar fecha o mês de março do projeto Música na Laura com Faro, que homenageou as mulheres com shows apenas de cantoras da cena contemporânea da música brasileira. No palco, dia 27/03, às 20h, Mariana canta e toca triângulo acompanhada de Feeh Silva na zabumba e de Cosme Vieira no acordeon. No repertório, sucessos da carreira e, claro, forró.

O show acontece no teatro da Casa de Cultura Laura Alvim - espaço da Secretaria de Estado de Cultura/FUNARJ. O projeto tem patrocínio da Vivo e curadoria da Xirê Produções em parceria com o programa Faro, da Rádio SulAmérica Paradiso FM. Os ingressos custam R$ 20 (inteira).

A obra sofisticada e contemporânea da cantora e compositora paulistana tem raízes na MPB, samba e na música nordestina. Artista de palco, visceral, ela já cantou com vários nomes como Elba, João Donato, Alcione, Criolo. Além de quatro discos e a direção de um documentário sobre a obra de Dominguinhos, a artista lançou os singles “Te faço um cafuné” e “Eu te amo você” e segue rumo ao quinto disco.

SERVIÇO

Música na Laura com Faro convida Mariana Aydar

Dia/hora: terça, 27/03, às 20h
Local: Teatro Laura Alvim - Av. Vieira Souto, 176 – Ipanema
Informações: (21) 2332-2016
Ingressos: R$ 20 (inteira); R$ 10 (meia)
Capacidade: 200 pessoas
Classificação etária: 16 anos

Realização: Casa de Cultura Laura Alvim - espaço da Secretaria de Estado de Cultura/FUNARJ - e Xirê Produções
Parceria: Programa Faro - Rádio SulAmérica Paradiso FM
Patrocínio: Governo do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura, Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio de Janeiro e VIVO.

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp 
#agendaculturalrj 


-----------------------------------------------



Victor Mus, Gragoatá e Tuyo tocam no Teatro Ipanema

A música boa faz casa no Teatro Ipanema, no feriado do dia 30 de março (sexta-feira). As atrações Victor Mus, Gragoatá e Tuyo tocam canções autorais de seus discos lançados recentemente. Mus já passou por diversos palcos do Rio e contabiliza mais de uma década de carreira; de Niterói, Gragoatá divulga álbum homônimo lançado pela gravadora Coqueiro Verde; e a banda Tuyo é do Paraná e toca um folk com influência de synths. A casa abre às 18h e os shows começam às 19h. Os ingressos variam entre 25 e 50 reais e a classificação etária é livre.

Com uma carreira iniciada há mais de uma década, Victor Mus fez seu nome como vocalista de algumas bandas de rock. Em carreira solo há cinco anos, ele percorreu todas as regiões do Rio, em eventos como a Festa Literária da Zona Oeste (Flizo), na Cidade das Artes; o Sarau de Ideias de 2014, no Quiosque da Globo; o Teatro Gustavão da UFRRJ. No setlist do show, canções do EP de estreia, “Chão de Terra”, tais como o single “Castelo”, que ganhou um clipe.

Um dos destaques da efervescente cena independente fluminense, o trio Gragoatá apresenta as músicas do disco lançado em 2017, tais como “Rio Abaixo”, “Passarinho” e “Café Forte”, esta última presente na programação de canais de assinatura com seu videoclipe. Formada por Rebeca Sauwen, Fanner Horta e Renato Côrtes, a banda ganhou projeção nacional em 2015, após a participação de Sauwen no programa The Voice, da Rede Globo, e no hit “Linda, Louca e Mimada”, do Oriente.

Um folk futurista que funde o orgânico e o sintético. Assim pode ser definido o som do trio Tuyo, do Paraná. Formado por Jean Machado (violão) e as irmãs Lilian e Layane Soares (voz), eles tocam as canções do EP lançado no ano passado, “Pra Doer”, tai como “Amadurece e Apodrece”, um dos singles que acaba de ganhar clipe.

A primeira edição do evento é uma realização da produtora Rebuliço, com residência artística do Projeto Entre e apoio da Prefeitura do Rio de Janeiro e da Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro. O projeto tem como objetivo reunir novos artistas de todo o Brasil em palcos cariocas. Nada melhor do que fazê-lo em dos espaços culturais cariocas mais tradicionais, o Teatro Ipanema, que recebe apresentações de artistas renomados, além de promover apresentações de destaques da cena independente. O espaço fica na Rua Prudente de Moraes, 824.

Serviço
Rebuliço #1 com Victor Mus, Gragoatá e Tuyo
Data: 30/03/2018 (sexta-feira)
Horário: 18h
Local: Teatro Ipanema

Endereço: Rua Prudente de Morais, nº 824 - Ipanema - Rio de Janeiro/RJ

Ingressos: R$25 (meia e lista amiga) l R$50 (inteira)

Classificação etária: livre

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj 

----------------------




GABRIEL MOURA AVISA:
“QUEM NÃO SE MEXER VAI DANÇAR”
O show é no próximo dia 2, no Teatro Rival Petrobras
Vai ser animado o show do cantor e compositor Gabriel Moura no Teatro Rival Petrobras, no próximo dia 2, sexta-feira, a partir das 19h30. O artista está lançando o CD “Quem não se mexer vai dançar”, cheio de referências ao som que o influenciou.

O show promete! O repertório vai dos bailes de charme em Madureira até Michael Jackson, de Tim Maia a Marvin Gaye, tudo temperado com muito suingue na voz, nos arranjos e nas letras para cantar e dançar muito.

Todo mundo certamente já cantou uma música composta por ele. Ou vai cantar alguma música gravada por ele.

Nascido no Rio de Janeiro, cria do subúrbio, de família com forte veia musical – é sobrinho do multitalentoso e saudoso Paulo Moura –, Gabriel Moura é um desses artistas que elevam o nome da música brasileira aqui e lá fora.

Foi um dos fundadores e vocalistas principais do Farofa Carioca, big band que fez sucesso no fim dos anos 1990 e ajudou a consolidar o que os críticos chamam de Música Popular Carioca.

Cantor, compositor e performer com mais de 20 anos de estrada, Gabriel Moura é o descobridor e principal parceiro de Seu Jorge, com quem compôs grandes sucessos, como “Burguesinha”, “Mina do

Condomínio”, “Amiga da minha mulher”, “Quem não quer sou eu” e a abertura da novela “Salve Jorge”, da Rede Globo: “Alma de guerreiro”. Quando os parceiros se juntam, é certeza de sucesso.

Gabriel Moura é também autor, produtor e diretor de vários musicais teatrais, que lhe renderam dois Prêmios Shell, o mais importante do país.

Nos anos 2000, Gabriel começou uma bem-sucedida carreira solo, tendo se apresentado em vários eventos e espetáculos importantes, como o Festival de Jazz de Montreux, no Japão, o Rock in Rio e o Black2Black. Também tocou no Parque Olímpico do Rio, e no palco principal do Réveillon 2016, em Copacabana.

Em sua carreira solo, Gabriel lançou dois discos de músicas inéditas: “Brasis”, de 2006, com produção do tio, Paulo Moura, e “Karaokê Tupi 2”, de 2014, ambos pela gravadora Som Livre.

Gabriel chega agora ao seu terceiro álbum solo, “Quem não se mexer vai dançar”, pela Biscoito Fino, com participação especial de Mart´nália e produzido por Liminha, um dos maiores do Brasil. Um disco pop, leve,

dançante, alegre e vibrante. Um disco indispensável, pra cima, pra tocar na balada, no carro, nos sábados de sol e nas segundas chuvosas.

Serviço

Teatro Rival Petrobras - Rua Álvaro Alvim, 33/37 - Centro/Cinelândia - Rio de Janeiro. Informações: (21) 2240-9796. Capacidade: 400 pessoas. Data: 02 de março (Sexta). Horário: 19h30. Abertura da casa: 18h. Censura: 18 anos.www.rivalpetrobras.com.br. Metrô: Estação Cinelândia

Ingressos: Mesas (Setor A e B): R$70/R$35 (meia*) | Pista lateral: R$50/R$25 (meia*). Venda antecipada pela Eventim -http://bit.ly/Ingressos2z0P23jBilheteria do Teatro Rival - Terça a Sexta das 13h às 21h | Sábados e Feriados das 16h às 22h

*Meia entrada: Estudante, Idosos e Professores da Rede Pública

Teatro Rival Petrobras nas redes sociais:
www.facebook.com/teatro.rival

Instagram: @teatro.rival

Twitter: @teatro_rival

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. 
(21)996769323 /whatsapp 
 #agendaculturalrj

  Instagram
_________________________


Banda Os Dentes lança disco na Audio Rebel e convida Angelo Wolf
A banda Os Dentes toca no palco da Audio Rebel o seu terceiro disco de estúdio, “Sideral”. Para o lançamento, eles planejaram quatro apresentações com convidados que fazem parte da história do grupo. Na primeira parte de quatro, a participação é do compositor argentino Angelo Wolf, no dia 03 de março (sábado), às 20h. Os próximos convidados para as apresentações na Audio Rebel são: João Gabriel Lodo e Antonio Neves (19/03), Milton Guedes e João Werneck (04/04) e Guilherme Lirio e Ana Frango Elétrico (18/04). Os ingressos custam 20 reais e a classificação etária é de 16 anos.

Com dois discos lançados, “Todo mundo morre” (2015) e “Desvenda” (2012), o trabalho atual, “Sideral” (2018) traz 17 faixas com temáticas que envolvem um complexo caótico de reivindicações desinteressadas, nobrezas horríveis, a boemia celeste e o inferno astral. A banda Os Dentes é formada por Gus Levy (guitarra e voz), Rudah Guedes (guitarra e voz), Kayan Guter (baixo e voz) e Pedro Fonte (bateria e voz).
O convidado da noite, Angelo Wolf, já é figura conhecida pelo público da Audio Rebel. No ano passado, ele lançou o seu disco “Bosques Negros” no palco da casa de shows. Suas canções apresentam uma atmosfera densa e melancólica, transitando entre o rock experimental e o pop.

Um dos locais mais movimentados na noite carioca, a Audio Rebel é uma casa de shows localizada na Zona Sul do Rio. O espaço reúne artistas internacionais e nacionais de diversos gêneros, organizando ensaios e gravando discos de cantores independentes. Por lá também funciona uma loja de instrumentos musicais e uma oficina de luthieria (confecção de instrumento de cordas). A Rebel fica na Rua Visconde de Silva, 55, em Botafogo.

Serviço
Os Dentes Convidam Angelo Wolf
Data: 03/03/2018 (sábado)
Horário: 20h
Local: Audio Rebel
Endereço: Rua Visconde de Silva, 55 - Botafogo - Rio de Janeiro/RJ
Ingressos: R$20
Classificação: 16 anos
Capacidade da casa: 90 pessoas (lotação máxima)
Forma de pagamento: para o ingresso, apenas dinheiro; no bar, todos os cartões de crédito.
Casa equipada com ar condicionado e wi-fi gratuito
Horário de funcionamento da bilheteria: todos os dias, de 13h às 21h

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. 
(21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj Instagram


_________________


Beatles in Concert com Trio Corcovado. Qu
​inta​, 1º de março, às 20h30, no Centro Cultural Olho da Rua, em Botafogo.



Apresentando seu segundo projeto em formato de concerto, o Trio Corcovado se mantém fiel à proposta de abordar composições icônicas da música popular. Neste show os musicistas exploram a magia dos Beatles, conjunto que dispensa comentários em relação à qualidade de sua obra e de sua importância para a música mundial. No repertório serão apresentadas canções como "Eleanor Rigby", "Can't buy me love" e "Michelle", entre outras.

O trio foi criado pelo professor da UNIRIO, pianista e arranjador Luiz Eduardo Domingues, com a proposta inicial de apresentar versões instrumentais de canções consagradas da Música Popular Brasileira, utilizando uma formação tradicionalmente explorada na música erudita: piano, violino e violoncelo. De Pixinguinha a Lulu Santos, passando por Cartola, Tom Jobim e Luiz Gonzaga, entre muitos outros, um verdadeiro panorama da produção nacional do século XX é objeto das releituras do trio. 

Portifólio:

Solar do Jambeiro, Centro de Artes da UFF, Centro Municipal de Referência da Música Carioca Artur da Távola, Museu Villa-Lobos, Casa Daros, Sala Villa-Lobos – UNIRIO, Casa de Artes de Paquetá, Casa do Choro, Vizinha 123, Centro Cultural Olho da Rua, Bar Semente, Sala Baden Powell e Little Club, no Beco das Garrafas. Em 2016 participou das comemorações dos 80 anos da Rádio MEC, se apresentando ao vivo no programa “Antena MEC FM”
​,​​ e​ em setembro de 2017 fez sua estreia no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, como uma das atrações do concerto comemorativo 
​pelos​ 50 anos de existência do Instituto Villa-Lobos – UNIRIO, instituição da qual seus componentes são egressos.

Trio Corcovado:

Yuri Reis (violino)Mateus Rangel (violoncelo)
Luiz Eduardo Domingues (piano e arranjos)

▲Apresentação: 20h30 h às 22h 

| ENTRADA |
R$ 25

Mais informações: 21 99288-4243

https://www.facebook.com/triocorcovado1

No YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=eC9tPpfDzys

Agenda Cultural RJ 
▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. 
(21)996769323 / whatsapp 
 #agendaculturalrj

  Instagram
________________________________________


A Cantora e Compositora
SANDRA DE SÁ
faz única apresentação de seu
'BACULÊJU da de SÁ'
com as participações das cantoras
Simone Floresta, Nanda Fellyx e o Rap Denegrindo
na Sala Municipal Baden Powell,
no dia 02 de março de 2018.

SANDRÁ DE SÁ faz única apresentação de seu projeto 'BACULÊJU da de SÁ', com as participações das cantoras Simone Floresta, Nanda Fellyxe o rap Denegrindo, na Sala Municipal Baden Powell (Av. Nossa Senhora de Copacabana 360), no dia 02 de março 2018, 6ªfeira, às 20h, com ingressos ao preço de R$ 50,00 / R$ 25,00 (para estudantes, jovens até 21 anos, idosos acima de 60 anos, moradores de Copacabana e usuários do Metrô Rio).


Sandra de Sá mostrará seu mais novo projeto, 'BACULEJU da de SÁ', para o público da Zona Sul, mais especificamente, de Copacabana, local que ela adora passear nas praias, pela orla e tomar água de coco.

A artista afirma que o espetáculo é, na verdade, um Sarau multicultural comandado e idealizado por ela.

"O dicionário diz que o significado da palavra Baculêjo é um termo regional, muito usado na Bahia, que significa busca de algo em algum lugar ou no corpo de alguém; averiguação, revista", explica.

No sarau/show de Copacabana, a rainha Sandra de Sá contará com a presença dos amigos que foram revelados nos giros do Baculêju: Nanda Fellyx, Simone Floresta e o rap Denegrindo. Todos terão seus momentos solo no espetáculo.

Sandra convoca os admiradores da boa e velha Música Preta Brasileira, pra darem uma passada à Sala Baden Powell, no dia 02 de março/2018, para conferirem.

Ela promete música de qualidade para um público de qualidade. Certamente, sucessos nas vozes de mestres como Tim Maia, Jorge Benjor e Wilson Simonal estarão em destaque no setlist do show.

A ARTISTA:

Carioca do subúrbio ferroviário de Pilares, a música está em sua genética, já que seu pai era baterista.

Sua voz grave e potente vem de sua africanidade, pois é neta de um caboverdiano.

Acompanhando seu pai em shows, em sua adolescência, Sandra frequentava os bailes de gafieira, samba e soul, em Pilares e adjacências, bem como a quadra da Caprichosos de Pilares, escola onde desfila até hoje.

Gostando cada vez mais do universo musical, aprendeu sozinha a tocar violão e iniciou a compôr suas letras. Com o incentivo dos pais, passou a se apresentar em escolas de samba e em pouco tempo, Sandra de Sá tornou-se a rainha do soul brasileiro.

É chamada por alguns de "Tim Maia de saias", por se identificar com o cantor no balanço e no timbre grave da voz, além de ter boas histórias juntos, como o famoso clipe do hit "Vale Tudo" (Tim escolheu Sandra para fazer o dueto com ele). Tornaram-se grandes amigos e fizeram muitos shows juntos pelo Brasil afora.

Cazuza dizia que ela era a "Billie Holliday brasileira". Por suas letras de forte conscientização social, ganhou prêmios como cantora e compositora em diversos festivais de música popular brasileira, nos quais, em geral, era inscrita pela amiga Fafy Siqueira.

Em 1977, começou a estudar psicologia na Universidade Gama Filho, curso que teve de abandonar quase no momento de concluir, pois despontou como compositora, tendo uma de suas composições da época, "Morenando", gravada por Leci Brandão. Logo depois, também despontou como intérprete.

O sucesso para valer, como cantora, veio já no começo de 1980. No MPB 80, da Rede Globo, Sandra Sá (como então era chamada: o "de Sá", seu sobrenome de fato, só foi incluído no nome artístico alguns anos depois), classificou "Demônio Colorido" entre as dez finalistas e a música obteve repercussão nacional.

A partir daí, emplacou inúmeros hits como "Bye. Bye Tristeza", "Vale Tudo" (com Tim Maia), "Olhos Coloridos", "Solidão", "Retratos e Canções", "Não Vá", "Joga Fora no Lixo", dentre outros.

Transitando com versatilidade pela MPB, Sandra gravou ao lado de outros grandes nomes como Carlinhos Brown, Herbert Vianna, Nelson Mota, Jorge Benjor, Caetano Veloso, Elba Ramalho, João Donato, Maria Gadú, Cazuza e Tim Maia – os dois últimos foram seus principais amigos e parceiros de início de carreira, com quem desenvolveu sua identidade musical. Desta fase, acabou ganhando o reconhecimento como a "rainha do soul brasileiro".

Mas a artista vai muito além do funk e do soul, como autêntica representante da alegria dos subúrbios cariocas, ela não poderia deixar de se misturar aos bambas. Ao longo dos anos, Sandra de Sá cultivou parcerias com grandes nomes do samba como Zeca Pagodinho, Jorge Aragão, Dona Ivone Lara, LeciBrandão e muitos outros com apresentações solos e duos sempre recheadas de suingue.

Em sua carreira de quase 30 anos de sucesso, Sandra de Sá conquistou vários prêmios, entre eles:
Troféu Imprensa: Melhor Música: Solidão (1987),
Prêmio Sharp: Melhor Cantora (1988),
Prêmio Sharp: Melhor Disco (1988),
Troféu Imprensa: Melhor Cantora (1990),
Prêmio Sharp: Melhor Cantora (1993),
Prêmio Sharp: Melhor Cantora (1995),
Prêmio Sharp: Melhor Música: Sozinha (1996);
16º Prêmio da Música Brasileira: Melhor Cantora de Pop/Rock (2005).

Se você gosta de música de qualidade, não dá pra perder o 'BACULÊJU da de SÁ'

SERVIÇO:
SANDRA DE SÁ no Show "BACULEJU da de SÁ"
Participações Especiais das cantoras Simone Floresta, Nanda Fellyx e o rap Denegrindo
Realização: Boca Fechada Produções e Promoções Artísticas.
Dia 02 de março/2018 - Sexta Feira às 19h.
Sala Municipal Baden Powell

Avenida Nossa Senhora de Copacabana 360 – Copacabana - Tel. 21- 2547-9147

Capacidade: 489 lugares
Preço dos Ingressos: R$ 50,00 / R$ 25,00 (para estudantes ou idosos acima de 60 anos, moradores de Copacabana e portadores do cartão do Metrô Rio )
Venda de ingressos na bilheteria do teatro ou pela TicketMaster
Duração: 1h20
Classificação: 14 anos
Gênero: Show Musical
Agenda Cultural RJ 
▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj 

  Instagram
________





Comemorando mais de meio século de sucessos, a Banda THE FEVERS formada pelos músicos Luiz Claudio (vocalista), Liebert Ferreira (contra baixo), Rama (guitarra), Otávio Monteiro (bateria) e Clausio Mendes (teclados), vão fazer duas únicas apresentações do show VEM DANÇAR, na Sala Municipal Baden Powell (Av. Nossa Senhora de Copacabana, nº 360), nos dias 03 e 04 de março/2018, sendo no sábado às 20h e no domingo às 19h, com preço dos ingressos a R$ 80,00 e R$ 40,00 (para estudantes, jovens até 21 anos e acima de 60 anos, moradores de Copacabana e usuários do Metrô Rio).

Considerada uma das bandas mais populares do Brasil, os THE FEVERS mantém uma média de 100 shows por ano, com apresentações por todo país e terão a honra e o privilégio de tocarem em sua cidade natal, o Rio de Janeiro e, em especial, em Copacabana, o que torna o show dos dias 03 e 04 de março/2018, na Sala Municipal Baden Powell, ainda mais prazeroso.

A banda promete colocar todo mundo pra sacudir, ao som de seus grandes sucessos...

Músicas como "Já Cansei" (1968), "Agora Eu Sei" (1969), "Cândida" (1970), "Vem Me Ajudar", "Mar de Rosas" (recentemente regravada pela banda baiana 'Chiclete Com Banana'), "Sou Feliz", "Nathalie" (todas de 1971), "Deus" (1972), "Alguém Em Meu Caminho", "Hey Girl" (as duas de 1973), "Sou Assim" e "Marcas do Que Se Foi" (1976), "Pra Cima, Pra Baixo" e "Gengis Kan" (1978), "Elas Por Elas" (1982), "Guerra dos Sexos" e "Por Causa de Você" (1986), regravada pela banda KLB - "Um Louco" (1988), "Trem da Alegria" (1985), esta música lançou o grupo 'Trem da Alegria' e é reconhecida logo nos primeiros acordes, pela plateia apaixonada por seus ídolos do passado.

Curiosidades sobre os FEVERS:

- Como tantas outras bandas da época, foram influenciados por Elvis, Beatles e Rolling Stones.

- Iniciou suas atividades musicais no Colégio entre amigos em 1965, na zona norte do Rio de Janeiro.

- O nome da banda surgiu inspirado em um sucesso de Elvis Presley – "Fever".

- Tiveram grande participação em gravações fonográficas acompanhando em estúdio artistas como: Roberto Carlos, Erasmo Carlos, Wanderléa, Jorge Benjor, Golden Boys, Eduardo Araújo, Wilson Simonal, Reginaldo Rossi, Raul Seixas, Sergio Reis e tantos outros... até hoje continuam exercendo sua criatividade em estúdio.

- Ao longo de quase cinco décadas de estrada o volume de sucessos da banda só é comparável, no Brasil, a Roberto Carlos.

- São mais de 50lançamentos e um grande número de compilações (entre vinil, fitas cassete, Cds e DVD), com uma vendagem superior a 13 milhões de cópias efetivamente vendidas.

- A extensa discografia da banda, incluindo compilações ao longo de quase cinco décadas de sucesso, atingiu números recordes em vendagem e lançamentos de discos, que contribuíram para muitas premiações: 29 discos de ouro, 5 de Platina, 3 de Platina Duplo, 1 de Diamante, Disco de Platina em Portugal, Prêmio Sharpcomo "Melhor Grupo", Prêmio "Destaque Popular", da Rádio Difusão, em 1999, Prêmio Petrobras Rio Show 2005, 2006, 2007 e 2008, o reconhecimento internacional em 2009, Prêmio Portuguese Cultural em Mississauga, Canadá.

- Em 2010 foi o grande grupo homenageado na Festa Nacional da Música, o maior Fórum da Musica Popular Brasileira, realizado em Canela, no Rio Grande do Sul, evento que reúne artistas, músicos, editores, jornalistas, formadores de opinião e executivos que atuam na música e na indústria do entretenimento musical Brasileiro.

- Em 2011 tiveram seu Cd VEM DANÇAR II, indicado como "Melhor Álbum Popular" ao Prêmio da Musica Brasileira, evento realizado no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

- Entre as várias canções incluídas em trilhas sonoras de sucesso para a TV Globo, destacam-se os temas de abertura das novelas 'Elas por Elas' e 'Guerra dos Sexos', bem como, importantes temas de personagens das novelas 'TiTiTi' , 'De Quina Pra Lua', 'Amor Com Amor se Paga' e 'Ninguém Vive Sem Amor' e 'Só Vou Gostar de Quem Gosta de Mim', na trilha da novela 'Amor & Revolução' da TV Record 2011.

SERVIÇO:

THE FEVERS no Show 'VEM DANÇAR'
Com os músicos Luiz Claudio (vocalista), Liebert Ferreira (contra baixo), Rama (guitarra), Otávio Monteiro (bateria) e Clausio Mendes (teclados)
Realização: Boca Fechada Produções e Promoções Artísticas.
Dias 03 e 04 de março/2018
Sábado às 20h e Domingo às 19h.
Sala Municipal Baden Powell
Avenida Nossa Senhora de Copacabana, n° 360 – Copacabana - Tel. 21- 2547-9147
Capacidade: 489 lugare
Preço dos ingressos: R$ 80,00 / R$ 40,00 (para estudantes ou idosos acima de 60 anos, moradores de Copacabana e portadores do cartão do Metrô Rio)

Venda de ingressos na bilheteria do teatro ou pela TicketMaster em https://ticketmais.com.br/evento/view/24840/the-fevers

Duração: 2h
Classificação: 14 anos
Gênero: Show Musical
Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj Instagram

_________________________




Quintas Acústicas / Baú do Inédito, edição especial ‘Mulheres

O projeto Baú do Inédito tem a proposta de apresentar a cada edição um novo nome feminino da música brasileira. Mariana Benjamin, Verônica Bonfim, Janamo, Guidi Vieiera e Ana Sucha estão entre as vozes que comandam o projeto durante o mês de março.

Idealizado por Pedro Logän, e nascido de um piloto de programa para TV de mesmo nome, filmado em 2015, o Baú do Inédito foi reformulado em 2018 e acaba de virar uma série de shows e uma espécie de web-série. Já na sua inauguração, em março, o projeto acontece com uma edição especial ‘Mulheres’ contemplando 10 cantoras (5 anfitriãs convidam 5 cantoras para participações especiais) nas cinco quintas-feiras do mês.

Os shows acontecem dentro do projeto ‘Quintas Acústicas’ na sala Zaíra de Oliveira, do Memorial Getúlio Vargas, com produção da Alabê Produções Criativas.

Em um show de uma hora duração serão feitos 4 registros de som e imagem: uma pequena entrevista com a artista da noite, um vídeo de uma música autoral, um vídeo com a participação especial e a música de encerramento como uma grande celebração no palco. Os vídeos serão publicados no canal do Baú do Inédito no YouTube e da Alabê Produções, no Facebook.

O Baú é um projeto de guerrilha, uma necessidade de interferir na cena da música autoral carioca, além do intuito colaborativo da geração de conteúdo para os artistas participantes.

O Baú do Inédito liga as engrenagens oficialmente no dia 1º de Março. A programação da série é a seguinte

1º - Mariana Benjamin (participação de Taianá Machado)
08 - Verônica Bonfim (participação de Mariana Per)
15 - Janamo (participação de Joyce Cândido),
22 - Guidi Vieira (participação de Claudia Holanda)
29 - Ana Sucha (participação de Luciane Dom).

Serviço:
Quintas Acústicas / Baú do Inédito edição especial ‘Mulheres’
Local: Memorial Getúlio Vargas - Praça Luís de Camões, S/N - Glória, Rio de Janeiro - RJ, 22210-005, Telefone: (21) 2205-8191
Quando: Todas as quintas-feiras de março
Horário: pontualmente às 19h
Ingressos: R$20 / R$10 (meia)
Lotação: 116 lugares
Classificação etária: livre

Agenda Cultural RJ
 ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp 
#agendaculturalrj

  

_______




Amarildo Silva volta ao Rio no show "Mariana", com canções inspiradas em livro de Guimarães Rosa.

As canções inéditas do disco foram escritas baseadas no livro "Grande Sertão Veredas"e compostas em parceria com o poeta Wander Lourenço

Amarildo Silva, cantor, poeta e compositor mineiro está de volta ao Rio apresentando seu quarto trabalho solo, após passar pelas cidades de São Paulo e Brasília. O show de lançamento do CD “Mariana” acontece dia 22/02 (quinta), à partir das 21:00 no charmoso espaço Lapa Café.

O show é uma grande homenagem à Guimarães Rosa, que sempre influenciou as canções e as poesias de Amarildo. No ano de 2018 lembramos 51 anos da morte de um dos principais autores da literatura nacional.

A canção “Realejo”, interpretada no CD “Mariana” pela cantora Cátia de França, foi a grande vencedora no Festival de Música da das rádios MEC e Nacional em 2017 na categoria Música Regional Nordestina.

Todas as canções do trabalho são inéditas e foram compostas em parceria com o poeta Wander Lourenço. Gravado e produzido pelo maestro Maurício Barreto, o CD conta com diversas participações especiais dos músicos, André Santos, Marcelo Bernardes, Saba Tuk, André Sena, Rodrigo Santiago, Kiko Continentino e Flavia Ventura Tyguel, que se revesam em diversas faixas.

Amarildo Silva também é membro do Cambada Mineira e com o grupo já gravou 6 CDs, um DVD em mais de 10 anos de carreira. Em 1995, lançou seu primeiro trabalho solo, "Rios Afluentes", somente com canções inéditas no Teatro Rival (RJ) . Atualmente viaja o país apresentando as canções de "Mariana" em um show com muita poesia, música e “causos”.

Show Amarildo Silva - Lançamento do CD Mariana no Rio de Janeiro

Data: 22/02/2018
Horário: 21:00
Ingressos: R$ 30,00
Local: Lapa Café

Endereço: Avenida Gomes Freire, 453/457 - Lapa - Rio de Janeiro

Link evento Facebook: 
https://www.facebook.com/events/1560760124044589/

Visite as redes sociais e conheça o trabalho de Amarildo Silva

Site: http://www.amarildosilvacantor.com.br/

Facebook: https://www.facebook.com/rildopocona/


Youtube: http://bit.ly/2iVVFk4


Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp #agendaculturalrj Instagram
_________________



Matheus VK é o convidado do Baile de Carnaval do FARO
O cantor e compositor participa da gravação AO VIVO do programa de rádio FARO no ar na SulAmérica Seguros Paradiso FM (95,7 FM), dia 30 de janeiro, na Casa de Cultura Laura Alvim

Matheus VK foi escalado pra comandar o Baile de Carnaval do FARO numa gravação AO VIVO do programa que é transmitido todos os domingos na rádio SulAmérica Seguros Paradiso FM. O artista será entrevistado no dia 30 de janeiro, às 20h, pela jornalista e apresentadora Fabiane Pereira, e em seguida fará um show, na Casa de Cultura Laura Alvim. O programa irá ao ar no dia 11 de fevereiro, às 22h.

O novo projeto de Matheus VK tem uma sonoridade contemporânea e eletrônica que flerta com a pista de dança. “A Purpurina é libertadora. O Carnaval é como deveria ser a vida, com pessoas verdadeiras, sendo elas mesmas, trabalhando pelo próprio prazer”, conta o artista que propõe ainda uma carnavalização do cotidiano.

No Baile de Carnaval do FARO, Matheus VK se apresentará acompanhado de sua banda. No repertório canções do EP "Purpurina" estão garantidas."Retocada", "Desbunde", "Purpurina", “Amor de Carnaval", “La Malemolência”, “Pélvis” e “Movimento rebolático” farão todo mundo dançar muito.

Matheus VK tem três discos lançados - “Vagalume”(2014), “MVK” (2010) e “OutrosTempos” (2008) - e um DVD - “Durantes” (2012). Além disso, é vocalista do bloco carioca Fogo & Paixão, especializado em versões carnavalescas de clássicos do brega popular e compositor do blocoBangalafumenga. Juntos, os dois blocos levam mais de 130 mil pessoas às ruas do Rio de Janeiro nesta época de folia momesca.

A intenção do FARO é promover uma versão intimista desta folia através de um show-baile. Por isso a produção do programa pede pras pessoas irem fantasiadas.

O FARO é um programa de rádio criado para levar aos ouvintes a NOVA produção musical contemporânea. Tudo que é novo passa pelo FARO. Desde sua criação, há dez anos, na saudosa MPB FM, o programa sempre "farejou" artistas que estão despontando nas redes sociais com grande potencial radiofônico. Tornou-se uma referência radiofônica por ser o único programa no dial carioca que toca exclusivamente artistas da nova geração da música popular brasileira.

O programa busca democratizar o espaço midiático e falar sobre musica e as novas formas de se fazer e se consumir música além de discutir os novos caminhos. Para além de tudo isso, o FARO ainda é uma plataforma digital de divulgação desta cena contemporânea por isso é bastante atuante nas redes sociais. O FARO é transmitido todos os domingos, das 22h à meia noite, na SulAmérica Seguros Paradiso FM.

Gravação AO VIVO do programa FARO com Matheus VKDia: 30 de janeiro (terça-feira)
Local: Casa de Cultura Laura Alvim - Av. Vieira Souto, 176 - Ipanema - RJ
Horário da gravação: 20h
Ingressos: R$ 20 (inteira); R$ 10 (meia)
Capacidade: 150 pessoas

Agenda Cultural RJ 
▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. Divulgação de Midia Online. 
(21)996769323 / whatsapp 
 #agendaculturalrj

  Instagram
___________________________________________



 GLAM GAY 2018

Em 2018, o carnavalesco Milton Cunha realiza a quarta edição do baile carnavalesco Glam Gay, com o glamour e charme típicos dos consagrados eventos LGBTS realizados na terra de Momo. 





O GRES São Clemente abre as portas de sua reformada quadra para receber um público exuberante e descontraído, a partir das 19h, do dia 28 de janeiro (domingo), para um esquenta da folia. Democrático, como não poderia deixar de ser, o evento é aberto ao publico maior de 18 anos e os ingressos estarão disponíveis para compra na quadra da Escola.

A noite vai ferver com o próprio Milton Cunha recebendo gays, lésbicas, bissexuais, travestis, transexuais, drag queens e simpatizantes. A consagrada bombshell Sabrina Sato será a Rainha do Baile; Elymar Santos fará show de Marchinhas e será coroado o Rei do Baile, sempre esbanjando simpatia; Suzy Brasil, a Drag Queen adorada pela comunidade, será coroada como Drag Glam; Safira Benguell, desfilando alegria com a autoridade das bem vividas, será Coroada Diva do Baile. A Madrinha do Baile será a modelo e foliã Monique Elias, ligada a causas sociais da liberdade e diversidade. O time de atrações conta ainda com os Shows da Escolas de Samba Viradouro, Vila Isabel e Grande Rio e o DJ Junior Ribeiro.

Um concurso vai eleger a “Boneca Glam 2018”. Na competição, travestis e transexuais vão desfilar os modelos biquíni tipo Musa da Sapucaí. Também teremos os concursos de luxo feminino e masculino – fantasias luxuosas de destaques das Escolas de Samba e Originalidade Masculina e Feminina. Jurados vão avaliar a criatividade, inovação e surpresa das roupas. Todos os candidatos precisam ter mais de 18 anos.

“Faremos uma grande festa da alegria, numa escola de samba que tem magia, encantamento e que é sempre amigável com a comunidade LGBT”, destacaMilton Cunha

Baile Glam Gay
Local: Quadra da São Clemente (Av Presidente Vargas, 3102, Cidade Nova, RJ)
Data: 28 de Janeiro, domingo
Hora: 19 h
Ingressos a Venda pelos tels 983682665 (Josy Morena)
Valores: Inteira R$ 30,00 e meia R$ 15
Maiores de 18 anos.
Assessoria de Imprensa do evento: Enildo Viola

Agenda Cultural RJ ▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. 
Divulgação de Midia Online. 
(21)996769323 / whatsapp 
 #agendaculturalrj

  Instagram
____________________________

João Bosco apresenta novo CD e comemora Grammy Latino no Teatro Rival Petrobras
O show especialmente preparado para o público do Teatro Rival Petrobras será sábado, dia 20 de janeiro, às 19h30



Lugar de fazer festa é em casa. Por isso, o cantor e compositor João Bosco vai comemorar o Grammy Latino, recebido pelo conjunto da obra, no Teatro Rival Petrobras, no próximo dia 20, às 19h30. Acompanhado por Ricardo Silveira (na guitarra), Kiko Freitas (na bateria) e Guto Wirtti (no baixo), Bosco vai misturar antigos sucessos com canções do novo trabalho “Mano Que Zuera”, que foi lançado em setembro do ano passado.

O CD tem 11 faixas, sendo cinco delas parcerias com o filho Francisco Bosco. Uma das músicas vem puxando o álbum: “Onde estiver”, uma linda canção que fala justamente da relação entre pais e filhos. Aliás, João convidou a filha, a cantora Julia Bosco, para participar do CD. Eles gravaram juntos “Ultra leve”, parceria inédita do compositor com Arnaldo Antunes.

“Mano Que Zuera” tem também duas canções de João Bosco com Aldir Blanc, companheiro em tantos sucessos. Uma é o samba inédito "Duro na queda", que, para João, tem "gostinho de alguma coisa que a gente não tinha experimentado antes". A outra é a regravação de "João do Pulo", que havia sido gravada à capela em 1986 e agora ganhou violão e percussão, ficando “mais perto de seu DNA de samba-enredo”, como explica o próprio João.

O recém-lançado CD tem também outras regravações. Uma é “Sinhá”, de Bosco com Chico Buarque, gravada pelo parceiro em 2011, que desta vez foi registrada apenas com violões e bandolim. Outras são as clássicas "Coisas nº 2", do saudoso mestre Moacir Santos, e “Clube da esquina 2” – de Milton Nascimento, Lô Borges e Márcio Borges –, transformada numa suíte inesperada que conversa com o universo indígena.

João Bosco faz mistério de quais canções deste novo trabalho farão parte do repertório do espetáculo do dia 20, mas com certeza não faltarão aqueles sucessos que os fãs sempre cantam juntos, como “Papel maché” e “Quando o amor acontece”.

Importante mesmo é que o show comemorativo está sendo preparado especialmente para o público do Teatro Rival Petrobras, onde o artista sempre se sentiu em casa.

Serviço: 
João Bosco e Quarteto
Dia 20 de janeiro de 2018, sábado, às 19h30
Local: Teatro Rival Petrobras
Endereço: Rua Álvaro Alvim, 33/37 – Cinelândia
Ingressos a partir de: R$ 90 (inteira) e R$ 45 (meia-entrada)
Classificação etária: 18 anos.
Capacidade: 400 pessoas.
Bilheteria oficial:
Bilheteria do Teatro Rival
Horários de funcionamento: Terça a sexta-feira das 13h às 21h / Sábados e Feriados das 16h às 22h
Apenas venda e retirada de ingressos para os eventos do Teatro Rival.
Tel: (21) 2240-4469

https://www.facebook.com/teatro.rival/

https://www.instagram.com/teatro.rival/

_________________________________________________________________


Com repertório dedicado à obra de Tom Jobim, Mario Adnet faz única apresentação em 25 de janeiro, na Sala Municipal Baden Powell, dentro do projeto Casa da Bossa 
Show acontece no dia em que o maestro e compositor completaria 91 anos 


Mario Adnet se apresenta em 25 de janeiro na Sala Municipal Baden Powell, dentro do projeto Casa da Bossa, com um repertório dedicado à obra de Tom Jobim, que completaria 91 anos nesta data. O show percorre cerca 40 anos da obra produzida pelo maestro, entre as décadas de 50 e 90. São músicas selecionadas dos três discos da série “Jobim Jazz”, gravados por Mario Adnet: “Jobim Jazz” (2007), “+ Jobim Jazz” (2011), “Jobim Jazz ao Vivo” (2015) – Adventure Music. A apresentação também reúne músicas do mais recente disco autoral de Adnet, “Saudade Maravilhosa” (Selo SESC).


A ideia do projeto “Jobim Jazz” é manter viva a memória de um mestre responsável pela projeção da música brasileira no exterior. Suas canções são apresentadas com nova roupagem, buscando fugir de uma seleção óbvia de repertório. Símbolo sonoro do jazz, os metais têm papel fundamental nessa visão da obra de Jobim por Adnet. Ele apresenta arranjos jazzísticos focados nos metais para canções menos óbvias do maestro, selecionadas a partir de pesquisas no Instituto Antonio Carlos Jobim. Em fevereiro, Mario Adnet levará o show para o Dizzy’s Club Coca-Cola, no Jazz At Lincoln Center, em Nova York.



No show na Sala Municipal Baden Powell, Adnet (arranjos, violão e voz) estará acompanhando da banda formada por: Marcos Nimrichter (piano), Guto Wirtti (baixo), Rafael Barata (bateria), Eduardo Neves (sax e flautas), Everson Moraes (trombone) e Aquiles Moraes (trompete). No repertório, estão músicas de Tom Jobim como: “Mojave”, “Sue Ann”, “Polo Pony”, “Rancho nas Nuvens”, entre outras. Do seu disco autoral, “Saudade Maravilhosa”, Mario selecionou “Ancestral”, “Cecilia no Parquinho”, “Flor do Dia” e “Pedra Bonita” (Mario Adnet).

Ao longo da carreira como arranjador, compositor, violonista e produtor, Mario Adnet tem se revezado entre sua produção e um mergulho profundo nas obras de autores-chave da música brasileira, como Villa-Lobos, Tom Jobim, Baden Powell e Vinícius de Moraes. Junto com Zé Nogueira, fundou em 2001 a Orquestra Ouro Negro, que celebra a obra do maestro pernambucano Moacir Santos. Adnet conta que sempre olhou para outros compositores. “Isto me permite ter um leque maior de opções na música. Sempre trabalhei de forma independente, acostumado a me preocupar não somente com a minha arte, mas também com a produção e o arranjo”, afirma.

Vencedor de seis Prêmios da Música Brasileira, Adnet ganhou com Paulo Jobim o Grammy Latino de melhor CD Clássico em 2004 por “Jobim Sinfônico”, também indicado ao Grammy Americano em 2005 na categoria Crossover. Mario Adnet recebeu indicações ao Grammy Latino em diferentes anos:  “Jobim Jazz Ao Vivo” (na categoria de melhor álbum de jazz latino em 2016), “Dorival Caymmi Centenário”, com Dori Caymmi (na categoria de produtores do ano e de melhor disco de MPB de 2015), “Um Olhar Sobre Villa-Lobos” (na categoria melhor álbum de música clássica de 2013) e “Choros & Alegria – Moacir Santos”, com Zé Nogueira (na categoria de melhor álbum instrumental de 2006). Em 2017, Mario Adnet e Paulo Jobim lançaram o CD e DVD/DOC “Paulo Jobim e Mario Adnet – Jobim, Orquestra e Convidados” (Biscoito Fino) em todo o Brasil.

Músicos:
Piano: Marcos Nimrichter
Baixo: Guto Wirtti
Bateria: Rafael Barata
Sax e flautas: Eduardo Neves
Trombone: Everson Moraes
Trompete: Aquiles Moraes

Repertório:
Mojave (Antonio Carlos Jobim)
Sue Ann (Antonio Carlos Jobim)
Polo Pony (Antonio Carlos Jobim)
Rancho nas Nuvens Antonio Carlos Jobim)
Tema Jazz (Antonio Carlos Jobim)
Surfboard (Antonio Carlos Jobim)
Paulo Vôo Livre (Antonio Carlos Jobim)
Antigua (Antonio Carlos Jobim)
Ancestral (Mario Adnet)
Saudade Maravilhosa (Mario Adnet)
Cecilia no Parquinho (Mario Adnet)
Flor do Dia (Mario Adnet)
Valsa do Baque Virado (Mario Adnet & João Cavalcanti)
Pedra Bonita (Mario Adnet)
Caravan (Juan Tizol, Duke Ellington & Irving Mills)

SERVIÇO
Show: Mario Adnet – Jobim Jazz
Dia e horário: 25 de janeiro (quinta), às 20h.
Duração: 120 min.
Local: Sala Municipal Baden Powell.
Endereço: Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 360 – Copacabana.
Informações: 2547-9147/98675-4222.
Lotação: 469 lugares.
Horário da bilheteria: Terça a domingo, das 14h às 22h.
Ingressos: R$60 (inteira) | R$30 (meia)
Vendas pelo site: https://ticketmais.com.br

Agenda Cultural RJ 
▪ Gabriele Nery ▪ Produção e Divulgação de Eventos Culturais. Colagem de Cartazes e Distribuição de Filipetas em pontos estratégicos. 
Divulgação de Midia Online. (21)996769323 / whatsapp 
 #agendaculturalrj

  Instagram


______________________

Digite aqui o seu e-mail e passe a receber a programação cultural GRATUITA do Rio de Janeiro

Minha lista de blogs